Início Comportamento Testes em animais são suspensos em laboratórios na Espanha por “imagens de...

Testes em animais são suspensos em laboratórios na Espanha por “imagens de crueldade”

135
0

Autoridades regionais da Espanha suspendem os testes em animais em todos os laboratórios do país após a publicação de “imagens de crueldade”. Não será mais possível fazer experimentos com macacos, porcos, coelhos ou qualquer outra espécie utilizada na indústria biofarmacêutica, química, cosmética, tabagista e alimentícia.

Vários testes em animais foram conduzidos, desde 2000, pela organização de pesquisa Vivotecnia, com sede em Madri ,. No passado, o mecanismo obteve financiamento das autoridades espanholas e da UE para seus projetos.

As publicações da Cruelty Free International (CFI) revelam o que a organização alega como “crueldade e abuso gratuitos”. Estes parecem mostrar o uso de tesouras para decapitar roedores, cães que são atirados pela nuca de caixas ou gaiolas e pessoal sacudindo e balançando vigorosamente os ratos. De acordo com a informação, o grupo disse que as imagens foram tiradas por um denunciante que trabalhou no local entre 2018 e 2020. A partir disso, então, todos os testes foram imediatamente cancelados devido a preocupações de que o comportamento exibido parecia violar a legislação espanhola sobre o tratamento de animais em experimentos.

https://twitter.com/ComunidadMadrid/status/1381207140283600898?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1381207140283600898%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.bioguia.com%2Ftendencias%2Fsuspenden-pruebas-con-animales-en-laboratorios-de-espana-por-imagenes-de-crueldad_91302987.html

As autoridades agora entrarão em contato com os serviços de proteção animal. Desta forma, eles irão analisar todos os achados do estabelecimento para ver se eles podem constituir um crime.

Os animais que estavam nas instalações estão agora sob os cuidados e supervisão do governo regional. Eles estão recebendo cuidados veterinários no local.

Texto originalmente publicado em bioguia e adaptado pela equipe do blog Educadores.