Início Ciência O que acontece no cérebro de um homem quando ele se apaixona,...

O que acontece no cérebro de um homem quando ele se apaixona, de acordo com a ciência

182
0

Pode ser assustador deixar o amor entrar em sua vida e ser vulnerável o suficiente para deixar que outra pessoa tome conta do seu coração. Uma vez que um homem se apaixona, pode se tornar uma fonte de extrema alegria que o faz querer fazer com que a mulher por quem está apaixonado se sinta a rainha do mundo.

Mas o que exatamente está acontecendo em seu cérebro que encoraja essa mudança?

O início do relacionamento é o mais emocionante porque todas as substâncias químicas liberadas no cérebro parecem novas e viciantes. É como o primeiro cigarro. Ela sempre desencadeia a maior vibração na primeira vez. No início de um relacionamento, o cérebro produz um nível muito alto de anfetamina natural que faz o homem se sentir “bêbado de amor”.

A força desse sentimento aumenta sua energia e muda seu jeito de ser. É por isso que os homens costumam ser mais atenciosos e afetuosos no início.  Assim como uma droga, quanto mais ele usufrui da paixão, mais ele procura a mulher por quem está apaixonado para satisfazer essa necessidade de amor, de afeto, esse sentimento que transborda nele.  Quanto mais ele interage com a mulher que ama, mais a sensação de “recompensa” no centro do cérebro é ativada.

Um homem vê a mulher que ama como perfeita em todos os níveis e cada falha é apenas um desafio emocionante que ele acha que pode superar. Além disso, seu cérebro é inundado com o hormônio do amor. Quanto mais tempo ele passa com essa mulher, mais ele ativa o neurotransmissor oxitocina , também conhecido como hormônio do abraço. Ele então associa a mulher que o ajudou a liberar esse hormônio com boas lembranças e bons sentimentos.

Homens apaixonados podem ser mais felizes

Homens apaixonados podem realmente ser mais felizes. Não é porque uma mulher se tornou sua única fonte de felicidade, mas porque, quando se apaixonam, também liberam um alto nível de dopamina, o hormônio da felicidade! Esse hormônio tem o poder de fazer uma pessoa se sentir em estado de euforia. Pode até aumentar a tolerância à dor. É essencial para a vida humana.

Os homens se apaixonam mais rápido que as mulheres

Ao contrário do que muitos pensam, os homens tendem a se apaixonar mais rápido do que as mulheres. Os homens aprendem a dar o primeiro passo e investir o suficiente para seduzir e conquistar a mulher que desejam, enquanto as mulheres costumam ser mais tímidas no início para permitir aos homens o prazer da sedução. Isso tem muito a ver com a cultura patriarcal que ainda permanece na sociedade. Quando essa cultura mudar (e já está mudando) e as mulheres tomarem mais atitude e darem os primeiros passos em sinal de interesse, isso pode mudar.

Mas os homens sentem menos dor no amor do que as mulheres

De acordo com um neurocientista da Universidade do Alabama, “o amor é tão poderoso que em testes de laboratório ele corta a dor pela metade”, diz o Dr. Jarred Younger, Ph.D. “Ele faz isso enviando mensagens para a medula espinhal para bloquear mensagens de dor antes chegam ao cérebro.”. Mas a natureza é bem feita, o efeito é ainda mais forte para os homens do que para as mulheres, caso se apaixonem primeiro e não seja correspondido.

Não é interessante como os hormônios afetam a maneira como enxergamos a vida e lidamos com as nossas relações?

Texto originalmente publicado em sain-et-naturel.ouest-france.fr e adaptado pela equipe do blog Educadores.