Início Ciência Jesus não amava a religião, ele amava as pessoas.

Jesus não amava a religião, ele amava as pessoas.

1130
0

Cada religião contém mensagens enigmáticas nas quais a crença que professam se baseia, porém, às vezes, o propósito original é perdido e, com ela, sua essência.

O exemplo mais claro dessa situação pode ser encontrado na verdadeira mensagem que Jesus deixou para a humanidade. E como a religião a transmitiu a seus seguidores, a ponto de contradizer a base moral da fé.

Uma parte fundamental do discurso e das ações de Jesus residia em seu amor pelas pessoas, independentemente de seu passado, origem ou pensamento. “Ame-se como eu te amei”, uma frase franca, mas cujo significado foi perdido sob outros preceitos da religião.

Aqueles que acreditam de coração nas lições que Jesus deixou para seus fiéis seguidores são capazes de reconhecer a manipulação que a religião produz, sobre a verdade de suas palavras. E eles sabem profundamente que Ele nunca aprovaria comportamentos.

Mensagens falsas da religião e seus seguidores
Destrua o vizinho
Jesus freqüentemente expressava seu amor por todas as pessoas, sem preconceitos por sua obra, origem ou aparência. Ele mostrou seu amor a todos os seres vivos de uma maneira altruísta e para não cair em ofensas.

Então, quando você dá as costas às pessoas com base em suas crenças, personalidade ou status social. Destrói diretamente uma das principais bases morais de Jesus e sua mensagem ao mundo.

Desrespeitar outras religiões
O respeito é uma base fundamental para as relações humanas, especialmente quando se trata de pessoas que têm uma religião diferente. Afinal, qual é a utilidade de orar com frequência, se a fé de outras pessoas é desprezada, por não compartilhar crenças com você.

Ferir outras pessoas em nome de um Deus
Apesar de representar uma figura orientadora para muitas pessoas, Jesus amou todas as pessoas igualmente. Sem estabelecer uma luta pela superioridade contra outras figuras divinas, porque ele procurou incentivar o respeito pelos ensinamentos e pensamentos dos outros.

Acredite em ir para o céu
A frase “acredite em mim e você abrirá as portas do céu” foi incompreendida por muitos religiosos. Aqueles que defendem a exclusividade do céu apenas para os seguidores da religião que professam. Dispensando assim as boas intenções de Jesus.

Eu odeio a diferença
O filho de Deus, foi responsável por manifestar seu coração dedicado ao amor e livre do ódio, mesmo nos momentos mais cruéis. Portanto, deixar o coração se encher de raiva e ressentimento contra aqueles que agem ou pensam de maneira diferente, ataca diretamente a mensagem de Jesus.