Início Bem estar Hipertensão em idosos: aprenda a cuidar da saúde dos idosos

Hipertensão em idosos: aprenda a cuidar da saúde dos idosos

80
0

Maior prevalência da pressão alta se da na terceira idade, onde é comum a pressão arterial aumentar. Mas a hipertensão deve ser cuidada em qualquer momento da vida, pois ela representa um grande fator de risco no desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Hoje vamos trazer algumas informações e dicas sobre como cuidar dessa parte delicada da saúde de idosos.

As principais causas da hipertensão em idosos

Com o avanço da idade, alguns elementos químicos que compõem nosso corpo humano vão se depositando nos vasos sanguíneos, como o cálcio. Nesse caso, eles vão ficando mais endurecidos e estreitos, possibilitando o aumentando da pressão.

Outro fator relacionado é alterações que ocorrem nos rins. Quando  há uma redução de quantidade de sangue recebidaou um aumento na pressão nas artérias renais, eles passam a liberar substâncias que provocam a retenção de água e sal no organismo, contribuindo para o aumento nos níveis pressóricos.

Além disso, condições pré-diabéticas, a obesidade e o estresse  também podem provocar a hipertensão arterial (HA).

Os cuidados essenciais da saúde na terceira idade

Utilize a medicação conforme recomendação médica

A pessoa hipertensa jamais deve deixar de tomar a medicação prescrita.  É comum que as pessoas abandonem o tratamento quando começam a se sentir melhores, mas isso é um erro. E é um erro grave, pois a maioria dos casos de AVC e infarto ocorre pela interrupção da medicação.

Pratique exercícios físicos

Após a atividade ocorre uma dilatação e relaxamento dos vasos sanguíneos, que nos idosos hipertensos são mais estreitos e endurecidos. Com a repetição diária da atividade, a pressão arterial diminui por causa da manutenção da vasodilatação.

Mantenha uma alimentação saudável

Evite alimentos industrializados e os embutidos, pois eles tem alto teor de sódio e gorduras. O ideal é que a alimentação seja a mais natural possível, envolvendo bastante frutas e verduras.

Além disso, deve-se controlar rigorosamente a quantidade de sal dos alimentos. Cuide as embalagens! A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que a quantidade diária máxima de sal é de uma colher de chá, equivalendo a 5 g, para as pessoas que não apresentam problemas de saúde.

Evite o tabagismo

O fumo piora a constrição dos vasos e formação de placas de aterosclerose, potencializando a ocorrência de infarto.

Modere o consumo de bebidas alcoólicas

Quando ingeridas em excesso, as bebidas alcoolicas  elevam a pressão arterial e aumentam consideravelmente a possibilidade de AVC ou infarto. Os homens devem limitar o seu consumo diário de álcool para duas doses e as mulheres, bem como pessoas de baixo peso, uma dose.

Faça um acompanhamento médico periódico

Acompanhamento de profissional é INDISPENSÁVEL.

Texto originalmente publicado em conteudo.omronbrasil e adaptado pela equipe do blog Educadores.