Início Ciência Empresa Australiana cria vírus que pode matar todos os tipos de câncer.

Empresa Australiana cria vírus que pode matar todos os tipos de câncer.

881
0

A busca por uma cura para o câncer é uma pesquisa que intriga cientistas e médicos em todo o mundo há anos.

A diversidade de tipos de câncer e a versatilidade e movimento da doença são um dos fatores que dificultam a busca da cura definitiva para essa condição.

Até agora, a maioria das curas possíveis descobertas conseguiu funcionar perfeitamente em animais, mas não alcançou o mesmo efeito em pacientes humanos.

Uma possível cura para o câncer
No entanto, recentemente, uma empresa australiana alegou encontrar um método que funciona corretamente em humanos, poderia se tornar a cura definitiva.

O método desenvolvido por esta empresa tem como objetivo usar vírus que encontram e eliminam do corpo a presença de qualquer tipo de câncer. Embora essa ideia não seja nova para os especialistas, o objetivo da empresa é projetar um vírus que elimine efetivamente todas as células cancerígenas.

Com esta invenção, pretende-se erradicar completamente as células cancerígenas, enquanto o organismo permanece intacto e livre de danos, de modo que não teria um risco de efeitos negativos após a sua aplicação.

Vírus como uma possível cura
Atualmente, os cientistas fazem alterações no vírus do herpes para tratar alguns tipos de câncer de pele. Uma ideia que esta empresa espera aplicar, mas desta vez, usando o vírus da varíola chamado CF33 e sua vacina para tratar todo o câncer.

Até agora, os testes iniciais realizados em ratos mostraram resultados bem-sucedidos, com uma redução nas células cancerígenas. Agora, eles planejam testar o tratamento em pacientes com câncer de mama triplo negativo, melanoma, câncer de pulmão, bexiga, câncer gástrico e intestinal.

Uma empresa australiana desenvolveu um vírus capaz de, supostamente, matar todos os tipos de câncer, revelou o jornal britânico Daily Telegraph.

Sanchia Aranda, diretora do Cancer Concil, na Austrália, disse ao Daily Telegraph estar preocupada que o sistema imunológico das pessoas testadas crie uma defesa contra o vírus e o destrua antes que ele elimine o câncer. “As células cancerígenas são muito inteligentes e sofrem uma mutação para sobreviver e há uma probabilidade de que evoluam para se tornarem resistentes ao vírus, como fazem agora para se tornarem resistentes à quimioterapia e imunoterapia”, justificou.

Fonte: https://nuncamelohubieraimaginado.com/