Início Comportamento É a hora definitiva de deixar as preocupações de lado: estudo diz...

É a hora definitiva de deixar as preocupações de lado: estudo diz que a maioria delas jamais será realidade

55
0

Eventuais problemas no trabalho, a bateria do carro, o trânsito que pode enfrentar, o açúcar a mais nos iogurtes, o desempenho das crianças na escola, o casamento que pode acabar uma hora…

São tantas as preocupações que assolam a cabeça das pessoas ultimamente que a gente se pergunta como cabe tantos pensamentos na nossa mente.

Acontece que a maioria desses pensamentos que nos tornam aflitos nem chegará a acontecer.

Um estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia, EUA descobriu que todos estes “e ses” diários nas nossas vidas consomem demasiada atenção desnecessariamente, tendo em conta que 91% das preocupações nunca irão ocorrer.

O maior problema é nos deixarmos levar por essas preocupações. Excesso de angústia resulta em depressão e transtornos de ansiedade com maior frequência do que supomos, e isso quem diz é o próprio estudo, embora seja algo intuitivo de se pensar.

“Há muito que as teorias da terapia cognitiva postulam que aqueles que sofrem de transtorno generalizado de ansiedade alimentam expectativas desajustadas em relação à vida em geral”, explicaram ao El País Lucas LaFreniere e Michelle Newman, investigadores em psicologia comportamental e os autores do estudo. 

Depois de acompanharem indivíduos com transtorno generalizado de ansiedade durante um mês, pedindo-lhes que anotassem as suas preocupações por escrito, constataram que nem uma só se concretizou. Em média, segundo os investigadores, 91,4% das preocupações não se tornaram realidade, o que na prática levou à redução dos níveis de ansiedade e a uma melhoria do estado de saúde.

Por que temos tantos pensamentos assim, nos preocupando diariamente?

Você deve se questionar por quais razões então se tem esses pensamentos, já que eles não vao se concretizar. Para o psicólogo clínico Frank Tallis, autor de Como Travar as Preocupações e Reduzir a Ansiedade (ed. Bookout), “pode funcionar como um alarme que nos diz que um problema precisa de ser tratado”.

Ao mesmo tempo, também nos prepara para resolver esse problema, ou pelo menos para enfrentá-lo mais facilmente: “Se os pensamentos ou imagens relacionados com uma situação desagradável habitarem a sua mente, isso pode ajudá-lo a lidar com a situação quando esta realmente ocorrer”, esclarece Tallis.

Interessante, não?

Texto originalmente publicado em life e adaptado pela equipe do blog Educadores.