Início Destaque China testará em humanos vacina contra coronavírus

China testará em humanos vacina contra coronavírus

1117
0

Em meio ao caos em que o mundo se encontra, esperamos aflitos pelo desenvolvimento de alguma solução que desenfreie o coronavírus. Felizmente, a China acaba de autorizar os testes da sua vacina em humanos!

De acordo com o Diário do Povo, jornal chinês, os cientistas da Academia de Ciências Médicas Militares da China receberam a aprovação para iniciar testes clínicos iniciais a partir dessa semana.

Imagem Shutterstock

Mas além da China, o mundo todo está numa corrida para encontrar a solução deste problema. Laboratórios de pesquisa competem para desenvolver os tratamentos e vacinas adequados. Nos EUA, os testes em humanos já iniciaram essa semana com voluntários de Seattle, um dos estados mais afetados pelo vírus no país. Segundo o Instituto Nacional de Saúde dos EUA (NIH), a ação faz parte de um estudo que acompanha 45 voluntários adultos e saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. Espera-se que essa pesquisa dure menos de 6 semanas, mas todo o processo de criação da vacina é longo e um pouco demorado, durando entre 1 ano e 18 meses. Isso acontece por que para criar a vacina são necessários mais testes que confirmem sua eficácia. Nesse estudo inicial, os pesquisadores precisam focar em descobrir quais os efeitos de diferentes doses administradas por injeção.

Jennifer Haller foi a primeira voluntária dos EUA a ser testada. Sua temperatura é medida várias vezes ao dia, e ela é acompanhada de uma equipe médica  o tempo todo.  Jennifer pode ser a figura que representará a descoberta da vacina, e garante estar contente em poder ajudar.

Imagem wastesomuchtime

Outros exemplos de disputa pela cura do coronavírus é evidenciada entre os governos da Alemanha e dos EUA. Segundo o jornal Diet Welt, os dois países estariam brigando pela exclusividade da vacina. O presidente americano Donald Trump estaria tentando atrair com incentivos financeiros os cientistas alemães que estão trabalhando em função da vacina, enquanto Berlim está procurando incentivar seus estudos a permanecerem no país.

Imagem site terra

Independente de quem encontrar a vacina, esperamos que seja logo.

Fonte: noticias
brasil.elpais