Início Comportamento Aprenda a reconhecer e a lidar com pessoas controladoras

Aprenda a reconhecer e a lidar com pessoas controladoras

407
0

Saiba identificar uma pessoa controladora

Aqueles que buscam controlar as pessoas, simplesmente, não conseguem ser legais nem respeitosos. A personalidade controladora está presente naqueles que provavelmente possuem problemas profundos, relacionados com a sua própria dependência, narcisismo, tendências sociopatas ou apenas teimosia. As pessoas controladoras são egoístas, imaturas e gostam de colocar obstaculos no seu caminho para uma vida plena.

Para que você possa evitar estas pessoas com este tipo de personalidade controladora, separamos algumas táticas testadas e comprovadas que te ajudarão a reconhecê-las:

1- Primeiramente, procure entender como você se sente em relação a estas pessoas. Você se sente sufocado, perdido, confuso ou angustiado em algum de seus relacionamentos? Se sente farto de ser mandado o tempo todo?

Existe alguém que faz você sentir que está sempre “pisando em ovos”, que lhe faz agir com todo cuidado para não ofender? Conhece alguém que está sempre fazendo uma “tempestade”, brigando sem razão nenhuma? Se você se encaixar em algumas destas situações, então saiba que você pode estar lidando com uma pessoa controladora.

Pessoas controladoras são de ambos os sexos e podem estar presentes tanto no seu relacionamento amoroso, quanto no profissional ou social.

Nem sempre uma pessoa que tem uma personalidade forte é controladora. Então como saber quem pode estar agindo desta forma com você? Você precisa identificar se a pessoa em questão influencia indevidamente o seu comportamento e se você se sente forçado a tomar decisões que não eram verdadeiramente desejadas. Por exemplo: essa pessoa diz a você o que vestir, pensar, sentir e fazer? Se a resposta for sim, então essa pessoa é controladora.

Muitas vezes, a pessoa controladora somos nós mesmos e não devemos nos sentir mal em perceber isso. Às vezes, crescemos rodeados de pessoas controladoras e acabamos sendo como elas. De maneira mais clara, o que vivenciamos enquanto crescíamos parece ser o nosso “normal” e é preciso se esforçar para parar de tratar os outros da maneira que você foi tratado. Quebrar este padrão é uma importante etapa para a sua recuperação.

2- Procure identificar aqueles que estão sempre de mau humor. Mau humor é um sinal fundamental de uma pessoa controladora. Isso acontece, pois pessoas controladoras possuem personalidades temperamentais e tendem a ficar remoendo mágoas e injustiças que aconteceram com elas. Por isso, elas preferem controlar e manipular os outros para se sentirem melhor com elas mesmas.  

Pessoas temperamentais costumam estar de mau humor e gostam de lançar um manto de escuridão no meio de um momento de felicidade.

3- Fique atento a pessoas que têm crises de raiva frequentes, especialmente quando estes episódios vem acompanhado pelo bullying (o covarde tentando controlar os outros) ou ameaças (mais fácil ameaçar do que investigar sua própria fonte interna de problemas).

Estes comportamentos repletos de raiva costumam ocorrer quando você discorda deles (mesmo que de maneira gentil) ou não faz exatamente o que eles desejam.

4- Observe como a pessoa reage quando são feitas a ela perguntas normais e fique alerta se ela respondê-las de maneira defensiva, frustrada ou condescendente.

Como já mencionado, uma pessoa controladora pensa que você pode ler a mente dela. Se você perguntar coisas básicas e óbvias, ela pode tornar-se facilmente frustrada porque esperava que você soubesse perfeitamente todas as necessidades dela. A pessoa controladora acredita que as decisões já foram tomadas, tudo pensando nela e para conveniência dela.

5- Normalmente, pessoas controladoras não são muito boas em dar elogios sinceros. Elas não desejam que você se sinta bem consigo mesmo, pois pode tirar o controle e a atenção delas. Quando pessoas controladoras elogiam, são elogios falsos, sarcásticos e apontam alguma falha ou defeito na outra pessoa.

6- Pessoas controladoras procuram invalidar as suas decisões e gostam de fazer você se sentir fraco e com vergonha. Elas fazem você mudar o seu firme “não” para um fraco “sim”.

7- Pessoas controladoras nunca conseguem assumir que erraram e não conseguem pedir desculpas. Sempre é culpa sua, um defeito seu, um erro seu. Além disso, pessoas controladoras costumam humilhar ou criticar os outros como um meio de parecerem superiores e no controle.

8- A pessoa controladora, muitas vezes, tenta causar problemas entre você e seus amigos, espalhar boatos, tentar criar divisões e ainda vai contar mentiras sobre você para eles ou sobre eles para você, para tentar quebrar seu apego a eles. O seu objetivo principal é isolá-lo dos outros, para que ela possa tê-lo só para si. Fique atento a qualquer tentativa dela de reduzir os seus amigos ou simpatizantes.

9- Controladores, na maioria das vezes não têm amigos próximos, e raramente são amigos de outros que são mais atraentes, inteligentes ou queridos do que eles. Eles sentem muito ciúmes das pessoas populares e bem sucedidas e criticam aqueles que são muito queridos pelos outros. A falta de amigos é um sinal da incapacidade de tolerar os outros e da necessidade de controlar as relações com firmeza.

10- Suspeite da generosidade excessiva de uma pessoa controladora, pois ela se utiliza destas atitudes para ganhar confiança, impressionar e controlar. Ela procura dar um monte de presentes e benefícios para que você sempre se sinta pendente, como se devesse a ela alguma coisa. Ela se beneficia de favores dados a você para controlá-lo. A pessoa controladora, então, usa essa obrigação que você sente em relação a ela para controlá-lo.

Mas como se livrar de uma pessoa controladora?

Aceite a verdadeira natureza desta pessoa;

Não tenha medo de se aproximar de pessoas agradáveis e confiáveis, mesmo que a pessoa controladora não goste;

Estabeleça limites, para impor e defender suas opiniões com firmeza;

Se mantenha calmo durante as conversas e conflitos;

Não alimente conflitos e termine com brigas descontroladas imediatamente (saindo do local ou desligando o telefone);

Não fique justificando suas atitudes ou escolhas a ela;

Não peça a sua opinião sempre;

Seja justo e honesto e não confie em tudo o que a pessoa fala para você, especialmente quando se trata de outra pessoa;

Se distancie sempre que perceber que a pessoa está tentando controla-lo;

Não fale sobre suas decisões pessoais ou escolhas;

Se esta relação lhe faz muito mal, se distancie definitivamente desta relação.

Fonte: fasdapsicanalise