Início Ciência A vacina contra demência pode estar pronta em 2022

A vacina contra demência pode estar pronta em 2022

6340
0
vacina para Covid-19

No final de 2019, um grupo de cientistas da Flinders University liderado pelo professor Nikolai Petrovsky anunciou que, como resultado do sucesso dos testes clínicos em camundongos, a vacina contra demência na qual eles vêm trabalhando há mais de 20 anos poderia estar pronto para uso em ensaios clínicos em humanos em meados de 2021 ou no início de 2022.

 “Fomos capazes de prevenir a perda de memória em camundongos e, obviamente, o próximo passo é fazê-lo em testes clínicos em humanos e esperamos que este seja o avanço do na próxima década, se pudermos fazer os testes em humanos funcionarem. ”  comentou em uma entrevista para o ABC Australia o professor Petrovsky.

Ele também mencionou que “Atualmente, consideramos que a doença de Alzheimer é causada pelo acúmulo de grupos anormais de proteínas no cérebro” e acrescentou uma analogia a esse problema, pois “É como se atacassem o sistema, como quando os tubos eles ficam entupidos e não funcionam tão bem. O mesmo acontece com o cérebro quando você tem Alzheimer, você tem esses acúmulos de grupos de proteínas entre as células do cérebro e eles começam a interferir na comunicação entre as células cerebrais ”.

Desta forma, “com a vacina, o que estamos fazendo é fazer com que o sistema imunológico produza anticorpos que podem reconhecer esses grupos anormais de proteínas e que realmente os tiram do sistema e os decompõem.”


Ou seja, com todo o conhecimento obtido a vacina seria usada como prevenção e tratamento da demência.

Texto originalmente publicado em nation e adaptado pela equipe do blog Educadores.