Início Ciência Você já ouviu chamarem o seu nome sem ter alguém próximo a...

Você já ouviu chamarem o seu nome sem ter alguém próximo a você? Entenda mais sobre este fenômeno!

2917
0

Você já ouviu chamarem o seu nome estando completamente sozinho?

Você, por acaso, já escutou de forma clara alguém dizer o seu nome, porém não havia ninguém por perto? Você já escutou o seu nome vindo de uma voz familiar enquanto estava sozinho?  Você se espanta, olha rapidamente ao seu redor e não existe nenhuma possibilidade de alguém ali ter dito te chamado. Então você sente ter sido levado a outra realidade por alguns segundos. Você pensa estar delirando e fica preocupado. Mas não há razões para temer, porque você não está sozinho.

 Existem pessoas que passaram por experiências em que ouviram o seu nome quando não havia ninguém por perto ou até enquanto dormiam. Acompanhe o relato de uma experiência real:

“Eu ouvi meu nome em lugares diferentes. Pode ser perturbador experimentar isso e você nunca pode se acostumar com isso porque realmente faz você questionar sua sanidade.

Eu trabalhei na recepção de um hotel. Certa noite, eu estava sozinho e ouvi que eles me chamavam pelo meu nome. Era a voz de uma mulher. Eu olhei ao redor, mas não havia mais ninguém. Era tarde e todos os meus companheiros tinham ido para casa e havia apenas uma pessoa de manutenção, um homem.

Alguns meses depois, ouvi a mesma voz novamente. Foi então que soube que não era minha imaginação ou que estava passando por alguns problemas mentais. Acontece e você não pode explicar facilmente em termos simples. Eu acho que vou esperar e ver se isso acontece de novo.”

Experiências como esta acontecem o tempo todo. Inclusive, há casos em que duas pessoas ou mais ouvem a mesma voz, ao mesmo tempo, sem ter uma explicação para isso.

Primeiramente, para entendermos melhor isso, é preciso compreender que existem pessoas que possuem uma maior capacidade psíquica, que permite a elas que possam ouvir vozes de outros planos. Esta capacidade, de ouvir vozes de outros planos, chama-se clariaudiência. Ocorre que estas vozes não pertencem ao plano em que vivemos, ou seja, sua origem é paranormal.

Acredita-se que este tipo de comunicação paranormal ocorre quando algum guia espiritual precisa mandar alguma mensagem. Conforme os médiuns, estes seres sobrenaturais possuem a missão de nos ajudarem durante a nossa vida na terra, para nos ajudar a viver nesta encarnação. Alguns guias permanecem conosco durante a nossa vida, já outros parecem em determinado momento dela.

Os guias possuem diferentes níveis de consciência. Sua voz pode ser feminina ou masculina, apesar de, na realidade, serem apenas um tipo de energia. Eles podem ser algum parente falecido ou alguém que conhecemos em outra vida.

Os guias espirituais aparecem em nossas vidas quando chega o momento em que eles precisam intervir. Eles possuem formas diferentes de se comunicarem:

Através do “ouvido interno”: Esta comunicação é muito frequente em médiuns. Começa a ser perceptível quando se percebe que outras pessoas não conseguiram ouvir o que você ouviu. É como se a voz viesse de dentro de você.

Através do “ouvido externo“: Você escuta como se alguém estivesse falando com você normalmente.  

Como você deve agir?

É recomendado que você busque por ajuda espiritual para entender a origem destes chamados. Eles podem ser negativos ou positivos, mas de qualquer forma, se você não for um médium, é necessário buscar o entendimento sobre o que realmente está acontecendo.

A ciência afirma que as vozes na cabeça “são normais”

A ciência explica que ouvir vozes pode não significar transtorno mental. Aliás, foi contatado que uma entre vinte e cinco pessoas já ouviram o seu nome ser chamado, mesmo quando ninguém o chamou.

Os cientistas acreditam que as vozes aparecem devido a algum evento traumático vivenciado pelo indivíduo.

Sendo assim, não há motivos para temer. É necessário que você se entenda e descubra a origem dessas vozes. Seja devido a um trauma ou a um guia espiritual, estas vozes precisam ser compreendidas por nós mesmos.

E você, já ouviu o seu nome? O que você sentiu? Como você reagiu? Conte-nos sobre a sua experiência!