Início Ciência Vacinas estão erradicando o HPV na Inglaterra

Vacinas estão erradicando o HPV na Inglaterra

915
0

A vacinação tem mostrado incríveis resultados

Foi realizado um programa de vacinação em massa nas escolas inglesas que quase exterminou com os vírus HPV16 e 18. Estes dois tipos de vírus possuem um elevado índice favorável para o desenvolvimento de câncer, sendo capaz de atingir especialmente jovens mulheres.

Não é de agora que este país europeu se preocupa com a saúde dos seus jovens, realidade diferente do Brasil, que realizou campanhas da mesma espécie apenas durante a década de 2010. As vacinas quase exterminaram com o HPV e apresentaram resultados surpreendentes.

Os responsáveis pelo programa analisaram um grupo amostral de 584 mulheres, entre 16 e 18 anos, identificando que nenhuma delas tinha HPV16 ou HPV18. Na primeira década do século XXI, em 2008, quando o programa de vacinação iniciou sua execução na Inglaterra, 15% das mulheres jovens tinham HPV.

Não existe a possibilidade de negar que o número de pessoas analisadas foi pequeno (menos de 600), porém, ainda assim, foi possível destacar o poder que as vacinas possuem ao terem quase eliminado o HPV no país. “Esta é uma evidência clara do sucesso do nosso programa de imunização, que continua a alcançar alta cobertura”, declarou Vanessa Saliba, epidemiologista consultora da PHE.

De que forma as vacinas quase eliminaram o HPV?

O HPV é um vírus bastante comum, cientistas indicam que boa parte das pessoas ainda sofrerá com ele em algum momento da vida. Há mais de 100 tipos, sendo que muitos deles são praticamente inofensivos e muitas vezes a sua presença no organismo nem é perceptível. Porém, existem 14 tipos que ocasionam o câncer ou lesões pré-cancerígenas.

“Com milhões de jovens protegidas pela vacinação contra o HPV, esperamos ver grandes reduções no câncer de colo do útero nos próximos anos e a introdução do programa para meninos acelerará esse progresso”, ressaltou Vanessa.

A vacina que está sendo aplicada na Inglaterra protege contra quatro tipos: HPV16, 18, 6 e 11, os que oferecem mais risco para a saúde da população e são relacionados com câncer de colo do útero. Além disso, outros tipos também foram reduzidos, para a surpresa dos responsáveis.

Como funciona o programa de vacinas contra o HPV?

O programa teve início em 2008 na Inglaterra e hoje os resultados apresentam que as vacinas quase exterminaram o HPV. Dados mostram que entre os anos de 2018 e 2019, 83,9% das meninas de 13 e 14 anos receberam doses.

A Escócia também vem combatendo este vírus, o que vem mostrando resultados interessantes. A Austrália segue no mesmo caminho, onde já se fala em erradicar o problema de uma vez por todas e acabar com o câncer de colo do útero.

Apesar de os resultados serem interessantes, ainda não está claro como as infecções por HPV refletirão no futuro em relação ao câncer de colo de útero. Um estudo publicado no começo de janeiro ocasionou dúvidas sobre a capacidade da vacina em evitar mudanças celulares.

“Devemos evitar a interpretação excessiva de suas descobertas. Sem dúvida, as atuais vacinas contra o HPV são eficazes na prevenção de infecções com os tipos de vírus conhecidos por causar câncer cervical e outros ”, afirmou Jonathan Ball, professor de virologia molecular da Universidade de Nottingham.

Fonte: socientifica