Início Destaque Se pra corrigir você precisa humilhar, você não sabe ensinar

Se pra corrigir você precisa humilhar, você não sabe ensinar

947
0

A arte de ensinar é uma tarefa árdua que exige paciência, empatia, compreensão e vocação para transmitir conhecimentos, experiências e moral. Não é para qualquer um não, ein?!

Um bom professor conhece e aplica as melhores estratégias para ensinar, sem ter que recorrer à humilhação, ao ridículo ou ao desprezo perante as dúvidas dos outros. Somente aqueles que são verdadeiramente dedicados ao trabalho de ensino empregam novas alternativas e exemplos capazes de ajudar até mesmo as mentes mais difíceis. Muitos professores desistem de se aperfeiçoar para isso. E acabam humilhando e deixando de passar todos os ensinamentos de maneira correta.

Isso acontece por que não é nada fácil ser exemplar.

Acontece por que o ensino exige muita paciência, algo que está em falta na rapidez do nosso dia a dia.

Mas lembre-se: Um verdadeiro professor evita qualquer ato de humilhação, porque conhece as implicações e consequências que isso terá para os seus alunos. 

Humilhar não é o mesmo que ensinar

 Humilhar, ao contrário do que muitos pensam, não educa ou ensina mais do que o sentimento de vergonha e ressentimento. Porque se trata de uma ferida emocional, capaz de afetar negativamente o desenvolvimento e o crescimento dos jovens. Você não quer ser responsável por deixar traumas nas crianças, quer?

A humilhação cria uma lacuna emocional na vítima de tal ato, que é atacada pessoalmente por seus pais ou professores por causa de seu pensamento ou comportamento.  É por isso que, ao ensinar, os professores devem evitar qualquer ato de humilhação contra seus alunos. Porque mais do que um corretivo, humilhar só destrói a confiança e a autoestima das pessoas.

Quando se trata de corrigir e ensinar, o professor deve agir com paciência, empatia e compreensão. Sabemos que nem sempre isso é fácil, mas o trabalho de um professor envolve prática. E quanto mais se pratica a paciência, maior ela vai ficando com o tempo…

O vínculo entre o professor e seus alunos cresce a partir da confiança, respeito, admiração e compreensão de ambas as partes. 

Ser professor é um constante aprendizado, lembre-se disso!

Texto originalmente publicado em ignisnatura e adaptado pela equipe do blog Educadores.