Início Comportamento Saiba como controlar a sua raiva para não prejudicar emocionalmente seus filhos

Saiba como controlar a sua raiva para não prejudicar emocionalmente seus filhos

521
0

Saiba como controlar a raiva para ter filhos emocionalmente saudáveis

Educar as crianças não é uma tarefa fácil e muitas vezes sentimos que nossas emoções são frequentemente oprimidas.

Nos nossos momentos mais tranquilos, nós, como pais, podemos lidar com qualquer desafio, desde que estejamos calmos.

Há momentos em que podemos perder o nosso controle e podemos acabar gritando, repletos de raiva e violência, seja ela física ou verbal.

Controle a sua raiva

Como qualquer ser humano, quando você está estressado, pode acabar passando dos limites e descontar toda a tensão no seu filho. Quando a raiva fica no controle, você está fisicamente pronto para lutar.

Os seus hormônios e neurotransmissores inundam o seu organismo e você ficará com os músculos tensos, respiração acelerada… e será difícil manter a tranquilidade.

Estratégias para controlar a raiva

Se você conseguir aprender a controlar a sua raiva, seus filhos podem se beneficiar emocionalmente disso.

Saiba estabelecer limites emocionais antes de ficar totalmente zangado. O problema começa em você e não em seu filho.

Você precisa se acalmar antes de agir. Procure entender a si mesmo e busque por uma maneira que o ajude a liberar essa tensão interna como, rir, respirar fundo, sair para uma caminhada…

Quando você sentir que está no limite, procure sair do ambiente e respire fundo, recupere a compostura. Quando isso passar, abrace o seu filho e diga-lhe palavras boas e positivas.

Entenda a sua raiva, em vez de tomar alguma atitude irracional. Quando você sente raiva, significa que perdeu o controle sobre as suas emoções. Você precisa saber o que há de errado na sua vida que o faz sentir raiva? O que você necessita fazer para mudar esta situação e voltar a ficar bem?

Consiga reestabelecer o controle. Lute contra as palavras, reprove mentalmente qualquer tipo de agressão. Não ameace e nem insulte. Ter atitudes irracionais somente fará você se sentir mal e criará feridas emocionais que são muito difíceis de reparar em seus filhos.

Observe o seu interno, compreenda-se e considere que talvez você mesmo faça parte do problema, e não o comportamento de seu filho. Identifique estratégias para controlar sua raiva que possam funcionar bem com você e invista na disciplina positiva.

Fonte: eresmama