Início Comportamento Por que os cães são a chave para combater o estilo de...

Por que os cães são a chave para combater o estilo de vida sedentário

261
0

Altos níveis de inatividade física em idosos representam um desafio para o envelhecimento ativo. No Reino Unido, por exemplo, estima-se que menos de 50% dos idosos atendem aos níveis recomendados de atividade física de pelo menos 150 minutos de atividade de intensidade moderada por semana.

Os resultados de uma pesquisa publicada recentemente mostraram que ter um cachorro pode ser a chave para reverter essa tendência prejudicial.

Um estudo recente investigou o papel dessa habilidade em cães e na caminhada como meio de apoiar a manutenção da atividade física em adultos mais velhos durante períodos de clima inclemente.

 COMO ELES SE SAÍRAM?

A análise usou dados relacionados à saúde de Norfolk (Reino Unido). A atividade física diária e os minutos de comportamento sedentário foram medidos por meio de acelerômetros durante sete dias.

Três tipos de condições ambientais –  a duração do dia, a precipitação e a temperatura máxima – foram combinadas com a atividade física diária.

A pesquisa foi conduzida pelo Dr. Yu-Tzu Wu da University of East Anglia (Reino Unido) e foi publicada na revista especializada Journal of Epidemiology & Community Health .

Entre os 3123 participantes, 18% relataram ter um cachorro em casa e dois terços dos proprietários passeavam com seu animal de estimação pelo menos uma vez por dia.

Os passeadores regulares de cães eram mais ativos e menos sedentários nos dias com as piores condições climáticas, em comparação com aqueles sem animais de estimação. Essa diferença se manifestou mesmo em dias com melhor clima.

Assim, a pesquisa concluiu que aqueles que caminhavam com cães eram consistentemente mais ativos fisicamente do que aqueles que não o faziam, independentemente das condições ambientais .

Assim a gente pode perceber como os animais de estimação influenciam até indiretamente no nosso bem-estar. ,

Texto originalmente publicado em bioguia e adaptado pela equipe do blog Educadores.