Início Bem estar Os avós nunca morrem, ficam invisíveis

Os avós nunca morrem, ficam invisíveis

365
0

Quem já teve a sorte de morar e passar um tempo com os avós saberá que os avós nunca morrerão, eles ficam conosco em nossos corações e se tornam companheiros invisíveis para toda a vida.

A lei da vida é nascer, crescer e deixar, porém, a marca emocional que os avós nos deixam os torna companheiros invisíveis que sempre acompanham nossa caminhada.

Avós e sua companhia invisível

Os avós  contêm a história de gerações inteiras e ricas tradições familiares. Todo aquele que teve a sorte de crescer com os avós possui uma riqueza de lembranças que, mesmo na idade adulta, se tornam um refúgio em tempos difíceis.

Os avós fazem, sem dúvida, parte do grupo de pessoas que deixam indelevelmente um sinal do seu falecimento, o que ajuda a crescer e a desenvolver o sentido de acolhimento e pertença a uma história e família comuns.

Quando em vida, eles voltam a ser educadores e também dão uma grande aula de educação cívica aos mais pequenos. São pessoas inesquecíveis que com o tempo enriquecem cada vez mais o mundo emocional de seus netos.

Os avós, inevitavelmente, são figuras indispensáveis ​​e onipresentes na vida das famílias hoje e, muitas vezes, também desempenham um papel atencioso e protetor quando os pais trabalham.

QUANDO OS AVÓS SE TORNAM ETERNOS

Os avós ensinam seu conhecimento experiencial com paixão e paciência para deixar um rastro de si mesmos na criança para que possam ser lembrados anos depois.

Sempre presentes, são as figuras que os filhos procuram quando os pais estão ausentes. Avós e netos têm um vínculo tão forte quanto benéfico para ambos.

A casa dos avós é um porto seguro e seus cuidados uma fonte inesgotável de afeto. E para os avós, ser essa pessoa é um dom extraordinário e cuidar dos netos com paciência amorosa é uma tarefa emocionante, um sopro de vitalidade renovada que enche de alegria os dias das pessoas mais velhas.

Por que os avós têm um vínculo tão forte com os netos?

Os avós têm muito tempo para ouvir com atenção os netos. O tempo é o presente mais precioso que um adulto pode dar a uma criança.

A criança precisa de um adulto para lhe dar toda a atenção e incentivá-la a desenvolver sua personalidade. Receber muito carinho na primeira infância faz com que as crianças cresçam serenas e confiantes. Em particular, com o apoio emocional adequado, as crianças pequenas desenvolvem “resiliência” – a capacidade de resistir diante da adversidade.

Tudo o que um avô pode dar a um neto permanecerá, independente de sua ausência física ou não. Sua memória será sempre um lugar seguro para voltar a se sentir protegido e lembrar daquele companheiro invisível que te guia pela mão.

Texto originalmente publicado em menteasombrosa e adaptado pela equipe do blog Educadores.