Início Comportamento Óculos “falantes”: que converte texto de livros em áudio promete revolucionar a...

Óculos “falantes”: que converte texto de livros em áudio promete revolucionar a rotina de estudantes cegos

151
0

Óculos ‘falantes’: como um dispositivo de inteligência artificial ajuda estudantes cegos no Brasil

Um dispositivo com inteligência artificial que chegou recentemente ao Brasil promete revolucionar – e facilitar – o aprendizado de estudantes com deficiência visual.

De maneira simplificada, o ‘Orcam MyEye’ é uma espécie de óculos “falante” que facilita a leitura de livros ao transformar as palavras em áudio.

Para a estudante Kayenne Alves, de 16 anos, a tecnologia traz não apenas inclusão, mas também segurança e independência no seu dia a dia. “Nem sempre as pessoas me entendem. Poucos conseguem realmente saber o que é a inclusão. Para mim, ter essa tecnologia me trouxe também mais confiança”, afirmou a jovem de Cuiabá (MT).

Kayenne, que estuda no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) é cega desde que nasceu. Neste mês, ela recebeu o Orcam da Secretaria da Educação do Estado e agora, tem avanaçado a passos largos em seus estudos.

O dispositivo pesa apenas 22 gramas e tem o tamanho de um dedo, que se conecta a todo tipo de armação de óculos. Criado em Israel há sete anos, ele é capaz de transformar textos de livros ou de qualquer superfície, como um cardápio, em áudio sem precisar de conexão à internet.

Na prática, basta apontar o dedo para onde se deseja que ele faça a leitura.

Munido com um sensor óptico que captura imagens com o auxílio de inteligência artificial, a tecnologia converte as informações rapidamente em áudio por meio de um pequeno alto-falante localizado acima do ouvido.

De forma nativa, o Orcam traz consigo 3 idiomas configurados: português, inglês e espanhol.

A promessa agora é que centenas de outros estudantes com deficiência visual completa ou parcial recebam essa tecnologia em escolas municipais, estaduais e em universidade públicas e privadas em estados como Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Amazonas.

E viva a inclusão!!

FONTE razoesparaacreditar