Início Beleza O uso de desodorantes aumenta risco de desenvolver câncer, afirma estudo

O uso de desodorantes aumenta risco de desenvolver câncer, afirma estudo

805
0

Cientistas alertam sobre os riscos

Antitranspirantes, desodorantes e outros produtos com fragrâncias podem prejudicar a nossa saúde, conforme um estudo publicado recentemente no periódico científico, Journal of Occupational and Environmental Medicine. O estudo, com 1.100 participantes, chegou a conclusão que 25% das pessoas enfrentam reações alérgicas originadas por produtos químicos encontrados em aerosóis, como desodorantes, purificadores de ar e produtos de limpeza. Os efeitos colaterais considerados como mais comuns causados por esses químicos “danosos” incluem ataques de asma, enxaquecas e problemas de pele.

“Nó estamos expostos a estes químicos continuamente, mas as pessoas geralmente não percebem que estão sendo prejudicadas até ser tarde demais”, disse Anne Steinemann, professora da Universidade de Melbourne e principal autora do estudo, à revista especializada New Scientist.

Sensibilidade química múltipla

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Melbourne, na Austráliam mostrou que as pessoas consideradas como ‘sensíveis’ a estes produtos quadruplicou em 16 anos. Uma pesquisa semelhante elaborada no ano de 2002 acusou que 3% de seus participantes foram diagnosticados com sensibilidade química múltipla (MCS, na sigla em inglês), contra 13% no levantamento atual. Os cientistas estimam que aproximadamente 55 milhões de adultos nos Estados Unidos – cerca de 16% da população  – sofrem com o problema.

Aproximadamente 60% dos voluntários apresentaram sensibilidade química múltipla e também afirmaram que haviam parado de utilizar banheiros públicos que utilizam esses produtos e mais da metade afirmou não poder mais lavar as mãos com sabonetes perfumados. “A MCS é uma doença séria e potencialmente incapacitante, que é generalizada e está aumentando na população americana”, ressaltou Anne. 

Aumento do risco de câncer

Um estudo divulgado no ano de 2016 associou o uso de antitranspirantes com o aumento do risco de desenvolver câncer de mama. Conforme a pesquisadores da Universidade de Genebra, na Suíça, isso ocorreria devido às partículas de alumínio presentes nesses produtos. Porém, muitos especialistas acusaram falhas na metologia e declararam que não há necessidade de banir desodorantes com sais de alumínio do uso diário.

Apesar disso, especialistas permanecem advertindo que o uso exagerado de produtos altamente perfumados podem causar problemas de pele, inclusive eczema.