Início Bem estar O problema é esperar que outros ajam como você

O problema é esperar que outros ajam como você

104
0

Uma das piores armadilhas em que podemos cair é esperar que as pessoas ajam como nós. Esperamos que as pessoas mostrem nosso próprio nível de sinceridade, compromisso e maturidade, e nos sentimos mal quando vemos que isso não acontece. Acaba sendo uma fonte de nossas maiores decepções.

A ARMADILHA DAS EXPECTATIVAS

Todos nós temos expectativas, principalmente no que se refere ao relacionamento interpessoal.  Ao longo dos anos, construímos uma rede de expectativas que transmitimos a outras pessoas. E, claro, também temos as expectativas dos outros sobre nossos ombros.

Quando estamos tão envoltos em expectativas Acreditamos que todos devem agir, via de regra, como nós agimos. E quando as pessoas não agem dessa forma,  ficamos com raiva ou nos sentimos profundamente desapontados.

O principal problema de pensar que todos devem agir como nós é que acabamos frustrados ao perceber que a realidade não atende às nossas necessidades. Precisamos trabalhar as nossas expectativas, não é mesmo?

As expectativas são como uma aposta de que vamos ganhar

Quando temos expectativas, é como se apostássemos que algo irá acontecer. E como podemos ter certeza do futuro? Não temos! Em qualquer situação há sempre uma probabilidade das coisas darem errado – ou, em outras palavras, darem um resultado diferente do que ESPERAMOS. O problema é que nossas expectativas nos cegam quanto à essa probabilidade.

Obviamente, não podemos nos livrar completamente de nossas expectativas. É claro que algumas delas são plenamente justificáveis – como esperar que nossos filhos nos respeitem ou que nosso parceiro se comprometa com o relacionamento. Mas há momentos em que os desejos são irrealistas, muito ambiciosos ou não têm base para apoiá-lo, e nessas horas precisamos ter cuidado.

Devemos aprender a minimizar esses desejos, tornálos mais perto da nossa realidade e das suas possibilidades. Essa ideia está enraizada na filosofia budista, que se refere à “mente em espera” para indicar o sofrimento que as pessoas infligem a si mesmas quando preenchem suas mentes com preconceitos e expectativas irrealistas.   Quando reduzirmos nossas ilusões, mas permanecermos abertos para o mundo, sem antecipar o que vai acontecer e permanecermos em uma espera inesgotável e ansiosa, aprenderemos a desfrutar mais do aqui e agora .

Como parar de esperar muito dos outros?

Aceite que ninguém é perfeito

 Não é necessário assumir o papel de juiz, ninguém é perfeito e tem a verdade absoluta . Aceite que todos nós somos pessoas que tentam fazer o melhor que podemos.

Aceite que nem sempre receberá algo em troca

Muitas vezes nos comportamos como credores, acreditamos que porque fizemos alguns favores para você, outros estão em dívida conosco. Isso é um erro que nos traz muita frustração e faz mal pro nosso interno. Devemos ajudar os outros sem esperar um retorno – essa é a verdadeira humildade.

Concentre-se na lição

Se em algum momento você se sentiu mal porque suas expectativas não foram atendidas, aproveite este aviso para fazer um exame de consciência. Eram expectativas realistas? Qual foi o problema nisso tudo, o que VOCÊ fez de errado nesse processo? Não culpe os outros antes de olhar primeiro para dentro de VOCÊ.

Respeite a individualidade

Deixe que as pessoas sejam quem elas são, de acordo com seus valores e desejos. As pessoas não devem se comportar como você, muito menos seguir suas regras. O que é verdade para você não precisa necessariamente ser válido para os outros. 

Sua felicidade depende de você

Às vezes, esperar algo dos outros significa responsabilizá-los por nossa felicidade. Isso é muito perigoso: depender dos outros pra ser feliz é como se comprometer a ter problemas a vida inteira! Não podemos controlar os outros, mas podemos controlar nós mesmos. Condicione sua felicidade apenas a você.

Texto originalmente publicado em menteasombrosa e adaptado pela equipe do blog Educadores.