Início Curiosidades Mesas com pedais são usadas por crianças hiperativas em escola

Mesas com pedais são usadas por crianças hiperativas em escola

1893
0

O objetivo é que as crianças consigam ter uma melhora no aprendizado

Existem crianças que acordam com toda a energia que existe no mundo e mesmo sem ainda estarem completamente despertas, já começam a espalhar os seus brinquedos, sobem nos móveis, etc. A casa está sempre desorganizada e é uma loucura! Na escola, o excesso de energia acaba atrapalhando os demais colegas e dificulta o ensino. As notas dessas criança agitadas sempre são baixas e quase nunca conseguem terminar uma prova, apesar de serem crianças espertas e inteligentes.

Estas situações são muito comuns quando se trata de crianças com o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Inclusive, esta doença acomete cerca de 7% das crianças do mundo.

Confira os principais sintomas:

Impossibilidade de prestar atenção;

Impossibilidade de concentração;

Comportamento hiperativo e impulsivo.

Acontece que uma criança com TDAH possui uma excessiva atividade cerebral e sua atenção é transferida de uma coisa a outra em questão de segundos.  

Os especialistas afirmam que que é como ter “um cérebro com motor de Ferrari e freios de bicicleta”. A concentração em uma tarefa quase impossível e exige um grau de autocontrole enorme da criança. As principais consequências da doença são um desempenho escolar ruim, problemas sociais e de disciplina.

Pensando nessa energia toda que uma escola do Canadá, localizada em Quebec, tomou uma iniciativa incrivelmente inovadora: ela disponibilizou aos alunos que sofrem com TDAH classes adaptadas com pedais de bicicleta. Assim, desta forma, podem gastar toda a sua energia pedalando enquanto podem focar mais na aula.

O professor da escola, Mario Leroux, afirmou que, de fato, estas classes especiais  estão ajudando muito na aprendizagem de alunos com hiperatividade.

Apesar de ser uma ideia super inteligente, o custo da mesa é bem alto, por volta de R$ 4.500,00. Para poder fazê-las para a escola, contam com doações. Até agora, já foram feitas 4 dessas mesas que são destinadas para crianças com a síndrome de 5 e 8 anos de idade.

Conforme o Dr. Annick Vicent, a capacidade cognitiva melhora consideravelmente quando realizam uma atividade motora.

O que você achou desta iniciativa?

Fonte: criancasespeciais e conviteasaude