Início Comportamento Mães exaustas sofrendo de síndrome de burnout

Mães exaustas sofrendo de síndrome de burnout

305
0

Síndrome de Burnout é o nome que descreve o estado permanente de exaustão física, emocional e mental , derivado do fato de estar comprometido com situações físicas e emocionais de alta exigência; com pouca ou nenhuma recompensa .

Quais são as características associadas a esta síndrome?

As donas de casa que respondem à descrição da Síndrome de Burnout apresentam as seguintes características:

  • Manifestações de raiva, não sem agressividade.
  • Desmoralização causada por conflitos no lar.
  • Deterioração acelerada das relações familiares e do ambiente social.
  • Falta de energia para realizar qualquer empreendimento.
  • Pouca ou nenhuma motivação para realizar as tarefas diárias.
  • Estado de fadiga intensa e prolongada.

Que fatores influenciam o aparecimento desta síndrome?

Essa síndrome aparece quando se combinam vários fatores, como a idéia de ser uma mãe perfeita, tentar conciliar o trabalho doméstico (e às vezes externo) com as obrigações do tipo familiar e a sensação de que obrigações e tarefas não tem fim.

A DIFERENÇA ENTRE BURNOUT E DEPRESSÃO PÓS-PARTO

Às vezes a chegada de um novo bebê acaba por deixar a mãe mais sobrecarregada, e muitas vezes confundem burnout como depressão pós parto. É importante deixar claras as diferenças.

Síndrome de Burnout

No caso da mãe, há um quadro de estresse muito grave e tal estado de exaustão; Isso pode levar à ansiedade, tendência para chorar, tristeza e melancolia . Normalmente, com o apoio adequado do seu ambiente familiar, é relativamente fácil superar essa situação; embora nos casos mais delicados, pode ser necessário ir à terapia .

Depressão pós-parto

Essa situação se deve a um quadro patológico que geralmente surge 4 meses após o parto e seus sintomas são graves e muitas vezes incapacitantes.

Em geral, requer atenção imediata, uma vez que o estado depressivo gera uma perda total de apetite na mãe; tendendo a perder peso de forma acelerada. Além de suas tarefas diárias serem impossíveis de assumir e ela perde o interesse pelo que lhe dava prazer, inclusive o bebê.

Como a síndrome de burnout pode ser evitada?

Acima de tudo, é importante envolver o grupo familiar nas tarefas domésticas; para que a mãe possa delegar parte do ônus das obrigações domésticas a eles.

Um bom meio de se evitar o estresse, e consequentemente a síndrome, é identificar os momentos que está passando mais trabalho e tentar tomar atitudes de autocuidado, como exercícios físicos, meditação, leitura, etc.

Texto originalmente publicado em menteasombrosa e adaptado pela equipe do blog Educadores.