Início Curiosidades Gengibre: 5 efeitos colaterais que você precisa conhecer antes de consumi-lo

Gengibre: 5 efeitos colaterais que você precisa conhecer antes de consumi-lo

3502
0

Conheça alguns cuidados que devem ser tomados ao ingerir gengibre

O gengibre é um tempero delicioso e possui inúmeros benefícios para a saúde, porém, se consumido em quantidades excessivas ou por pessoas com determinadas doenças, pode ocasionar efeitos colaterais desagradáveis e perigosos.

O gengibre é uma especiaria, muita apreciada pelo seu sabor e propriedades medicinais. Ele pode ser encontrado fresco ou em pó em diversos pratos, consumido em infusões e bebidas, consumido cristalizado ou em forma de balas. Esta raiz é capaz de surpreender com seu sabor forte e picante e suas propriedades.

Como com qualquer outro alimento, porém, o gengibre poossui efeitos colaterais se consumido em excesso.

Conheça 5 efeitos colaterais do gengibre

O gengibre possui a capacidade de estimular a produção de bile pela vesícula biliar. Sendo assim, sua ingestão não é recomendada em caso de cálculos na vesícula biliar.

O gengibre contém compostos denominados de gingeróis e shogaoli, que podem dar mutagenicidade. Sendo assim, sua ingestão não é recomendada durante a gravidez.

O gengibre possui efeito antitrombótico, desta forma, sua ingestão deve ser evitada por pacientes após tratamentos anticoagulantes.

O gengibre estimula as secreções gástricas: se ingerido nas doses recomendadas e seguras, ele executa ação gastroprotetora. Porém, se consumido em excesso, ocasiona azia e piora os sintomas daqueles que sofrem de refluxo gastroesofágico.

Para pessoas que são sensíveis a sabores picantes ou são alérgicos, o gengibre pode causar irritação, queimação e coceira na boca. Em alguns casos, o gengibre pode até causar formigamento e inchaço na mucosa oral.

Em relação às preparações fitoterápicas, a dosagem diária de gengibre é noralmente de 12 a 13 mg por quilo de peso corporal, dividida em duas administrações, de preferência com o estômago vazio. Para que o indivíduo sofra algum dos seus efeitos colaterais, é necessário a ingestão de doses muito mais altas de gengibre.

Fonte: greenme