Início Comportamento Entenda a importância de brincar na infância para o desenvolvimento da...

Entenda a importância de brincar na infância para o desenvolvimento da criança

485
0
Copyright Keith Berr Productions, Inc. 1420 East 31st Street Cleveland Ohio 44114 216.566.7950 www.keithberrphotography.com All Rights Reserved

Brincar na infância colabora no desenvolvimento mental e comportamental da criança

Quando admiramos uma criança brincando muitas vezes surge em nossas mentes aquele pensamento: “Ah como era bom ser criança, não precisávamos nos preocupar com nada!”

Porém, brincadeira de criança pode ter mais complexidade do que você pensa!

Tanto as brincadeiras lúdicas, quanto as educativas, possuem um importante impacto para o desenvolvimento saudável e para a vida psíquica dos pequenos, já que as ajuda a desenvolver habilidades cognitivas, sócio-afetivas, físicas e morais, além de ajudar a estruturar suas vidas emocionais.

Quando as crianças brincam, elas exercitam variadas habilidades como: capacidade de se expressar verbalmente ou através do corpo, linguagem, raciocínio, pensamento abstrato, noção de espaço, curiosidade, senso crítico, objetividade, reflexão, atenção, concentração, memória, criatividade, imaginação, independência, cooperação, confiança em si, autoestima, atitude e responsabilidade.

As brincadeiras infantis também podem ser veículos facilitadores do processo de ensino-aprendizagem. Através destas brincadeiras as crianças aprendem, por exemplo, a realizar contagens, a classificar, ordenar, discriminar, planejar, criar estratégias, solucionar problemas, etc. Além de entender variadas regras sociais e, a partir delas, a controlar seu próprio comportamento.

As brincadeiras também estão relacionadas ao desenvolvimento dos sentidos (táteis, visuais, etc), da coordenação motora, da expressão corporal, da propriocepção e da imagem corporal.

Através das brincadeiras e da sua simbologia, as crianças conseguem apreender e reestruturar o universo ao seu redor. Também aprendem a desenvolver uma vida imaginária mais enriquecedora, podendo expressar e representar seus sentimentos e ideias, por intermédio de metáforas e da fantasia, brincando com temas próprios de sua realidade psíquica.

As brincadeiras também podem ser uma maneira da criança expressar medos, ansiedades e conflitos, na tentativa de expô-los e achar formas de solucioná-los e elaborá-los internamente. Desta maneira, aprendem que podem agir na realidade e transformá-la.

Além do mais, as brincadeiras são atividades prazerosa que causa a satisfação e realização pessoal.

Fonte: contioutra