Início Comportamento Crianças bem educadas além de não praticar, também não apoiam o bullying

Crianças bem educadas além de não praticar, também não apoiam o bullying

428
0

Hoje em dia um dos maiores assuntos comentados pelos pais e professores é o bullying. O maior medo dos pais é que seus filhos venham a sofrer esse tipo de preconceito, mas poucos lembram-se que também é preocupante que eles sejam os praticantes. Você como pai ou mãe está agindo para evitar que seu filho pratique Bullying com colegas?

Quando os filhos crescem em um ambiente no qual os pais estão constantemente julgando e menosprezando a todos, elas também adquirem esse hábito. Afinal, as palavras ensinam mas o exemplo arrasta.

Mas calma: nem sempre os pais ensinam tais atitudes. Às vezes é uma forma da criança se defender, uma reação impulsionada psicologicamente. Quantos pais não se surpreendem quando são chamados na escola por que o filho praticou bullying? De qualquer forma é o momento de revisar alguns conceitos e a forma como você educa seu filho. Pode ser que esteja deixando algo passar despercebido.

 Ensine seu filho a não ter medo do diferente e nunca fazer julgamentos. Lembre-se de que quem acusa também sofre, pois viver uma vida de ódio e maus sentimentos é algo que só prejudica aquele que assim sente. E indique a ele o que deve ser feito quando ver um colega praticando esses preconceitos com outro colega. Ele deve defender, deve contar aos professores, devem falar pro colega que isso não é certo.

Pois lembre-se: crianças bem educadas não somente não praticam o bullying como também não o apoiam.

Texto originalmente publicado em soumamae e adaptado pela equipe do blog Educadores.