Início Curiosidades Conheça algumas curiosidades incríveis das libélulas e a sua importância no controle...

Conheça algumas curiosidades incríveis das libélulas e a sua importância no controle de outros insetos, como mosquitos e moscas

705
0

Conheça mais sobre este inseto incrível

Libélulas capturam suas presas no ar

As libélulas são animais realmente formidáveis. Ela se alimenta de pequenos insetos e para isso fazem emboscadas calculadas e capturam suas presas ainda no ar. Elas são capazes de calcular a velocidade de uma trajetória para chegar até o seu alvo. A sua precisão é tanta, que o índice de sucesso é de 95%.

O sistema nervoso de uma libélula possui uma capacidade quase humana de atenção seletiva, capaz de se concentrar em uma única presa enquanto voa no meio de um enxame de insetos. Cientistas encontraram em uma espécie um circuito de 16 neurônios conectandos. Graças a isso, uma libélula pode seguir um alvo em movimento, calcular uma trajetória para interceptar esse alvo e ajustar sutilmente o seu vôo, se julgar necessário.

Sua estratégia de caça é incrível, porém, a capacidade que estes insetos possuem em abrir as suas presas também é fenomenal.

Libélulas possuem mandíbulas super afiadas

As libélulas fazem parte da ordem Odonata, onde odon do grego significa”dente” e o sufixo significa “provido”, em referência às suas mandíbulas formidáveis. Portanto, graças a este poder, ela consegue capturar as suas presas e rapidamente corta as suas asas para que não consigam escapar.

Felizmente, libélulas não conseguem morder seres humanos. Suas mandíbulas não são fortes o bastante para perfurar a pele humana. Até existem algumas espécies grandes que podem morder, porém fazem isso apenas para se defender.

Libélulas possuem uma maneira de voar particular

No reino animal, poucas espécies conseguem igualar a capacidade de vôo espetacular da libélula. Elas possuem dois pares de asas, cuja musculatura se encontra no tórax o que a faz capaz de executar movimentos para cada asa. Isso permite maior agilidade no ar.

As libélula conseguem se manter “paradas” no ar

As libélulas possuem a capacidade de voar em todas as direções, inclusive para os lados, para frente e para trás, o que lhes permite emparelhar no mesmo lugar por um minuto ou mais.

Além disso, elas são muito ágeis, resistentes e rápidas. Algumas espécies atingem uma velocidade máxima de 30 km/hora. Pantala flavescens, uma espécie de libélula, sobrevoa o oceano por 11.000 km.

As libélula possuem olhos com ​​30.000 formas de visão

A cabeça da libélula é composta principalmente por seus olhos enormes, com 30.000 facetas, cada uma fornecendo informações sobre o ambiente. As libélulas possuem uma visão de quase 360 ​​graus, com apenas um ponto de visão que se encontra atrás dela. Essa visão fantástica é uma das razões pelas quais a libélula consegue monitorar um único inseto (sua presa) mesmo que inserido dentro de um enxame. Além disso, ela consegue evitar colisões em voos com outros insetos.

Libélulas vivem 2 anos debaixo d’água

As libélulas depositam os seus ovos na água e, quando eclodem, vivem sob a água por dois anos. Na verdade, dependendo da altitude e latitude, algumas espécies podem permanecer no estado larval por até seis anos. Quando adultas, elas ficam até 17 vezes maior e se preparam para subir na superfície e transformar em libélulas.

Quando estão na água elas ficam totalmente adaptada à vida aquática e, sendo assim, nesta fase, possuem a capacidade de capturar presas como larvas de outros insetos, girinos e até peixes!

Você pode visitar santuários de libélulas

As libélulas precisam ser protegidas dos perigos causados ​​pelo homem, como a poluição. Felizmente, existem santuários nos quatro cantos do mundo para estes insetos incríveis.

No Reino Unido, por exemplo, abriu o seu primeiro santuário de libélulas, o Dragonfly Center, em 2009, localizado na reserva natural Wicken Fen em Cambridgeshire.

Também há santuários de libélulas que podem ser visitados no sudoeste dos Estados Unidos.

A libélula é fundamental para controlar a população de insetos, como mosquitos e moscas. Portanto, é nosso dever preservá-la.

Fonte: sain-et