Início Comportamento Comportamento/personalidade afeta a nossa vida pessoal e profissional de muitas formas

Comportamento/personalidade afeta a nossa vida pessoal e profissional de muitas formas

70
0
Friends hanging out at big music festival

Você sabia que o que somos hoje tem muito a ver com o que fomos no passado? Nosso comportamento molda nossa vida, e muitos aspectos moldam também o nosso comportamento. Entre esses aspectos, podemos citar:

FASE DA VIDA: A busca pelo primeiro emprego, o primeiro relacionamento sério, a primeira gravidez, tudo isso faz diferença nos nossos comportamentos.

GENÉTICA: Comportamentos institivos podem ser oriundos da genética. É inevitável.

AMBIENTES E PESSOAS: O ambiente influencia muito em quem somos. Podemos não perceber, mas as condições onde estamos inseridos e as pessoas que nos rodeiam em conjunto com essas condições é que formam nosso comportamento final.

COMO MEU COMPORTAMENTO PODE MELHORAR MINHA VIDA?

Para que nosso comportamento melhore nossa vida, ele precisa estar alinhado com o bem-estar. Ou seja, deve ser um comportamento que te permita transitar nos círculos sociais sem se estressar. Mas para isso é necessário inteligência emocional e uma boa dose de autoconhecimento.

COMO POSSO TER AUTOCONHECIMENTO?

Você para para pensar nas críticas que recebe sobre sua personalidade? Ou você as rebate logo de cara com mágoa ou rancor? As críticas, diferentes do que muitos imaginam, servem justamente para melhorarmos. Sempre podemos – e na verdade deveríamos – aprender com elas.

COMO POSSO MUDAR MEU COMPORTAMENTO?

Aqui, o truque é ir devagar. Você não vai modificar sua consciência e seus maus hábitos da noite para o dia. É necessário muita prática.

John Watson, considerado o pai da psicologia comportamental, acreditava que todo comportamento pode ser aprendido, independente da história e personalidade das pessoas. Com um pouco de treinamento, é possível desenvolver qualquer habilidade e consolidar qualquer conduta.

Você pode usar 3 passos para isso:

Estabeleça uma meta

Uma meta positiva. Por exemplo: “quero ser mais corajoso”. Ou “Quero ter mais empatia”. Ou, mais simples ainda: “quero ser uma pessoa mais simpática”.

Persista

Como dissemos anteriormente, tudo é uma questão de prática e LEVA TEMPO. Por isso, você precisa mesmo persistir. Desistir na primeira recaída, no primeiro erro, não vai te levar aos resultados desejados. Erre, caia, mas levante-se e retome.

Aprenda 

Muito simples: os erros que cometer, use para aprender. Reflita sobre os ocorridos, tente enxergar o que VOCÊ pode ter feito de errado. Afinal, a mudança do seu comportamento depende de você, não dos demais.

Esperamos que isso ajude você a melhorar seu comportamento e, consequentemente, seus relacionamentos com família, amigos, e colegas de trabalho.

Texto originalmente publicado em vittude e adaptado pela equipe do blog Educadores.