Início Comportamento Aprenda a distinguir os sintomas de transtorno da personalidade paranóica

Aprenda a distinguir os sintomas de transtorno da personalidade paranóica

85
0

Uma pessoa com transtorno de personalidade paranóica é caracterizada por manter por um longo período um comportamento baseado na desconfiança exacerbada por todas as pessoas ao seu redor.

Vamos entender melhor como funciona esse transtorno e quais seus sintomas?

Sintomas de transtorno da personalidade paranóica

Instabilidade de trabalho

Eles são caracterizados por um nível bastante baixo de comprometimento, pouca ou nenhuma habilidade no gerenciamento de relacionamentos interpessoais. Eles não têm a capacidade de trabalhar em equipe.

Além disso, afirmam com firmeza que estão sendo explorados pela empresa ou que não são valorizados pelo bom desempenho, o que os impede de manter o emprego por um período prolongado.

Suspeita em relação a todas as pessoas

Eles acreditam firmemente que todas as pessoas têm a intenção de prejudicá-lo de alguma forma, então evitarão fornecer informações pessoais. Eles também afirmam que outros querem explorá-los ou prejudicá-los em um nível físico. Portanto, eles vão duvidar da fidelidade de seu parceiro amoroso, amigos ou parceiros.

Hostilidade e respostas descontroladas a ataques

Suas reações a um ataque de qualquer tipo são geralmente exageradas no que diz respeito à natureza do mesmo. Eles são bastante hostis com todas as pessoas e as consideram de fato inferiores a elas.

Isolação social

A crença nas más intenções de todas as pessoas acaba isolando dos demais os que sofrem desse transtorno devido à dificuldade de lidar com alguém tão desconfiado e hostil. Eles geralmente colocam barreiras emocionais para evitar o sofrimento que todos desejam infligir a eles.

Suscetibilidade exacerbada

Essas pessoas vão transformar qualquer comentário em uma afronta que também nunca vão perdoar, porque geralmente são muito rancorosas.

É bastante importante termos cuidado com essas pessoas ao nosso redor. Estando cientes dos sintomas, podemos identificá-los tranquilamente.

Texto originalmente publicado em menteasombrosa e adaptado pela equipe do blog Educadores.