Início Ciência A ciência diz que o silêncio é vital para nossos cérebros

A ciência diz que o silêncio é vital para nossos cérebros

244
0

Você sabia até mesmo a palavra ‘barulho’ vem da palavra latina náusea, ou da palavra latina noxia, que significa enjôo, doença, ferimento, dano ou ferimento? Pois é, o barulho está ao nosso redor numerosos cientistas alertam sobre a importância do silêncio e os efeitos negativos do ruído excessivo.

Organização Mundial da Saúde (OMS) investigou os efeitos na saúde que os barulhos podem causar através de um estudo europeu que envolveu 340 milhões de pessoas. Os resultados mostraram que os residentes estavam perdendo cumulativamente cerca de um milhão de anos de suas vidas devido ao ruído anualmente, o que significa que uma em cada três pessoas perde um ano de suas vidas como resultado do ruído excessivo.

A Psychological Science publicou um estudo de 2011 que examinou os efeitos do aeroporto de Munique na saúde e cognição das crianças. O professor Gary W. Evans, da Cornell University, descobriu que o barulho causa estresse e prejudica a saúde, mesmo quando não causa danos à audição.

O ruído tem sido associado à privação de sono, pressão alta, doenças cardíacas e zumbido, bem como níveis elevados de hormônios prejudiciais.  Por outro lado, quando as pessoas passam o tempo em um local silencioso, elas ouvem o silêncio, e a falta de distrações de alguma forma cura o corpo e a alma.

A revista Heart publicou um estudo que avaliou os efeitos do silêncio, do ruído e da música no cérebro. Os pesquisadores descobriram que as pausas de dois minutos colocadas aleatoriamente entre a “música relaxante” do estudo eram muito mais relaxantes para o cérebro do que a própria música relaxante.

Além disso, quanto mais longo o silêncio, mais benefícios experimentados pelos participantes. De acordo com o autor do estudo, L. Bernardi, essas pausas “irrelevantes” em branco foram os aspectos mais importantes do estudo, já que o silêncio é intensificado pelo contraste.

SILENCIO ESTIMULA CRESCIMENTO DO CÉREBRO

Passar um tempo em silêncio também pode estimular o crescimento do cérebro, criando novas células! Um estudo de 2013 publicado na revista Brain Structure and Function afirmou que pelo menos duas horas passadas em silêncio poderiam criar novas células na região do hipocampo, uma área que tem sido associada à nossa capacidade de aprender.

MINDFULNESS

 Além disso, outro estudo de 2015 na JAMA Internal Medicine mostrou que a meditação mindfulness ajudou adultos mais velhos que tinham problemas para dormir a tratar sua insônia, fadiga e depressão. Este tipo de mediação é feito em silêncio, pois se concentra na respiração enquanto chama a atenção para o momento presente. Ele relaxa o corpo, interrompendo a cadeia de pensamentos do dia a dia.

Portanto, certifique-se de passar pelo menos meia hora diária em completo silêncio, sem nenhum ruído, música, pessoas e telefones. Dessa forma, você se conectará ao seu verdadeiro eu.

Texto originalmente publicado em healthyfoodhouse e adaptado pela equipe do blog Educadores.