Início Bem estar 6 Motivos pelos quais os avós não deveriam criar os seus netos

6 Motivos pelos quais os avós não deveriam criar os seus netos

2364
0

É necessário uma relação saudável

Você já deve ter ouvido falar que os avós “estragam” os netos, não é mesmo? Acontece que atualmente, cada vez mais, o pai e mãe precisam passar o dia inteiro fora a trabalho e acabam deixando os filhos com os avós, já que o custo para contratar uma babá está alto. Acontece que, muitas vezes, os avós não seguem as orientações dos pais em relação a como lidar com os pequenos. É neste momento que muitas pessoas acabam pensando que os avós realmente estragam a educação dos pais com os filhos e assim surgem conflitos na família.

Porém, alguns especialistas acreditam que seria mais vantajoso se os pais não delegassem a criação de um filho para os avós, e por este motivo, citaremos 9 razões para isso:

1. Crendices com os cuidados com o bebê

É preciso entender que antigamente a forma de cuidar de uma criança era completamente diferente de hoje em dia. Antigamente, por exemplo, acreditava-se que os pequenos deviam tomar banho com a água a uma temperatura de 37 graus. Hoje em dia sabe-se que temperaturas de 33 e 34 graus são ótimas para o banho já que ajudam a fortalecer a imunidade. Antigamente, as crianças tomavam leite da vaca e sucos. Hoje em dia existem bebidas com fórmulas que incluem todos os nutrientes necessários para o crescimento. Seja como for, os avós confiam apenas nos seus métodos e nas suas crendices antigas e não entenderão as descobertas modernas.

Quanto a isso, não tema em debater e explicar ao vovô e a vovó que os tempos são outros e que se quiserem participar de forma ativa da criação do neto, deverá ser conforme as suas regras.

2. Modelo de criação antiquado

Antigamente acreditava-se que dar colo demais para o filho iria “estragá-lo” e deixá-lo baldoso. Por isso, até hoje, muitas pessoas subestimam a importância da demonstração de afeto.

Quanto a isso, é importante ressaltar, logo no início, as regras de comunicação com o seu filho, para que fiquem claras a todos que participam da vida do pequeno.

3. Excesso de mimos

Muitos avós acabam mimando demais os netos e os fazem ficar confusos com relação a criação dos pais. Por exemplo: Em muitas famílias, é normal os filhos ajudarem a lavar a louça após a refeição. Porém, muitos avós poupam os netos das suas responsabilidades. Assim, a criança  acaba não tendo certeza em como agir, já que a mensagem dos pais e dos avós é diferente.

Quanto a isso, é necessários conversar com os avós de forma assertiva e deixar claro como deseja criar o seu filho, mostrando o que pode e o que não pode. Se você perceber que os avós não concordaram com as suas razões, procure argumentar de maneira racional, com base em artigos e matérias científicas. Assim os avós poderão compreender melhor os resultados que você deseja obter, afinal, eles amam os netos.

4. Controle da vida familiar

Quando os avós cuidam diariamente dos netos, podem acabar ultrapassando o limite e começar a querer dar palpites em tudo na sua vida, com críticas e opiniões.

Quando isso acontecer, estabeleça limites e deixe clara a importância do bom convívio familiar. É importante fazer isso o quanto antes, para que não saia do controle.

5. Diminuir a autoridade dos pais

A geração antiga acredita apenas na sua própria visão de como criar os filhos e pode acontecer de expressarem esta visão na frente dos netos. É aquele famoso caso de quando o filho faz algo errado, os pais o castigam e os avós se intrometem tentando amenizar a situação e diminuindo a autoridade dos pais.

Para que isso não aconteça, deixe alinhado com todos que convivem coma  criança que, qualquer reclamação ou comentário devem ser tratados longe dos ouvidos da criança.

6. Alimentação excessiva

Estudos apresentam dados de que as crianças que vivem sob os cuidados dos avós apresentam maiores risco em desenvolver diabetes. Isso acontece devido os avós querem sempre mimar os netos e darem aquilo que eles querem: doces, refrigerantes, salgadinhos…

Quanto a isso, informe aos avós os riscos relacionados ao excesso de peso e como isso pode influenciar na saúde da criança com problemas respiratórios, cardíacos, entre outros.

Comportamento dos avós

Os avós se comportam desta forma devido a simples necessidade de amor. Um neto, muitas vezes, acaba sendo a luz que faltava na vida de um avô ou de uma avó. Normalmente nesta fase, os avós estão se sentindo sozinhos e a vinda de uma nova vida traz toda a alegria que faltava. Para manter esta relação e dar todo o amor que gostariam, os avós acabam excedendo o limite. Portanto, para evitar esse comportamento, permita que os avós entendam a importância deles para a família, mantenha-os sempre próximos e faça com que se sintam amados. Assim eles terão uma relação saudável com os netos.

Para evitar esse comportamento, procure demonstrar o amor que sente por seus pais ou sogros. Se sentindo mais amados (e eles merecem!) eles poderão estabelecer uma relação mais saudável com os netos.

Fonte: incrivel