Início Bem estar 5 maneiras para parar de reclamar e apreciar a vida que você...

5 maneiras para parar de reclamar e apreciar a vida que você tem

70
0

Reclamar não nos leva a lugar algum – ou, se levar, é para lugares sombrios. Ficamos mais deprimidos, mais desagradáveis até mesmo para quem nos acompanha. Afastamos as pessoas e atraímos energias ruins. É isso que você deseja? Com certeza não, não é?!

Então hoje te trazemos 5 maneiras de você praticar pensamentos positivos e parar de reclamar. Vamos lá?

Agradeça aos limões – mesmo que não os transforme em limonadas;

Se você nunca teve um encontro errado, você não teria tantos fogos de artifício na barriga quando beijasse alguém que está certo. E às vezes é preciso um relacionamento ruim para abrir os olhos e ver por que você realmente merece um bom relacionamento.

Agradeça por aquilo que não foi bom e use como aprendizado – ou, ao menos não fique se martirizando.

Todos nós temos um ponto ideal. Encontre o seu.

Quando você é mais afetuoso? Quando você se sente mais feliz? Esse é o seu ponto ideal para explorar com quem você gosta!

Aproveite o poder de seu ponto ideal e você começará a bater toda a sua vida amorosa fora do parque.

 Pergunte a si mesmo: “O que posso trazer para a mesa?”

Os condimentos que você embala em uma cesta de piquenique oferecem muitas opções para alterar o sabor de uma refeição, e é assim que sua vida amorosa também é. Se você está irritado com seu namorado ou parceiro, pergunte-se o seguinte: “O que posso trazer para a mesa que pode mudar nossa conexão?” 

Seja grato por suas diferenças.

Reclamamos muito das nossas diferenças com quem nos rodeia, sejam parceiros, amigos ou família. Mas as diferenças são o que nos mantém aprendendo, e as pequenas falhas umas das outras são as partes únicas que vale a pena amar.

 Aprenda algo novo no amor todos os dias.

Se você teve um encontro ruim ou uma briga ruim hoje, pelo menos saberá como fazer as coisas de maneira diferente amanhã. Nenhum momento difícil nos relacionamentos dura para sempre, basta você aprender com eles e mudar.

Texto originalmente publicado em yourtango e adaptado pela equipe do blog Educadores.