Início Comportamento 5 características de pais tóxicos

5 características de pais tóxicos

152
0

Pessoas que devem nos proteger também podem nos fazer mal sem perceber? Sim! Existem muitos pais tóxicos por aí. Pessoas que, por mais que amem seus filhos, ainda os levam a se sentir mal por pequenos comentários ou por idealizarem um filho que nunca existiu. Complicado, não é?

Mas veja bem: ninguém nasce sabendo!

“O que acontecerá com ele?” “Eu serei um bom pai?” Estas são dúvidas normais. Nenhuma criança vem com manual de instruções, e temos que entender que somos limitados. O amor que se sente por um filho nem sempre é suficiente para garantir uma boa educação. E todos nós erramos, certo?

O importante é saber reconhecer os erros e identificar seus defeitos para conseguir evitar momentos desagradáveis com aqueles que mais amamos. E também para que sejamos de fato bons para os filhos. Não queremos ser aqueles que marcam a infância de uma criança de forma negativa, certo? Queremos o bem e queremos educar da maneira correta!

Portanto, você já parou pra pensar se não está sendo um pai ou mãe tóxico?

Vamos te mostrar 5 características que podem te indicar isso.

Pais que exigem perfeição: São pais muito críticos e só procuram alcançar a excelência em todas as áreas. Com isso, as crianças acabam por se  s sentir humilhadas, ansiosas e desiludidas consigo mesmas. Além disso, o dano emocional que sofrem é ainda mais profundo se seus pais estão constantemente lembrando seus erros! Muitos pais, inclusive, planejam a carreira profissional dos seus filhos. É um meio de controle, percebe? Eles são seres humanos, eles precisam seguir aquilo que decidirem por conta própria. Você PRECISA apoiá-los.

Pais excessivamente protetores: São aqueles que não deixam seu filho ir ao aniversário de um colega de classe ou ir ao cinema com seus amigos por medo de que algo aconteça.

Veja bem: é claro que todos nos preocupamos e não queremos que nada de ruim aconteça. Mas nós somos seres humanos falhos, não temos controle sobre tudo! E nossos filhos são igualmente seres humanos, que vão cair, levantar, errar e aprender. Deixem que tomem um pouquinho de liberdade!

Lembre-se: o controle excessivo é tão prejudicial quanto a permissividade extrema.

– Pais que competem com os filhos: por incrível que pareça, eles existem. É comum encontrar disputas entre mãe e filha por pura rivalidade física. Também é bastante comum ver pais ridicularizando filhos meninos em quadras de esportes.

Estes geralmente são pais que viram algum tipo de sonho frustrado durante a infância ou que tiveram pais que fizeram o mesmo com eles. Então acabam por descarregar nas crianças essas frustrações.

– Pais manipuladores: São aqueles que fazem a cabeça da criança contra outras pessoas, ou que dizem para o filho “confie apenas em mim”, ou ainda “ninguém cuidará de você como eu”. Esses pais são aqueles que querem ver os filhos sempre vivendo em função deles, e que querem obter tudo o que desejam às custas do filho.

– Pais que exigem aquilo que não oferecem: são pais que querem receber carinho e amor, mas não demonstram o mesmo pelo filho. Pais que querem que os filhos confie plenamente neles, mas não demonstram confiança a criança. Esse tipo de pai e mãe é aquele que não enxerga que para criar uma relação com o filho, é preciso demonstrar o mesmo que deseja receber.

PAIS TÓXICOS TAMBÉM SÃO EXEMPLOS

Lembre-se que os pais são exemplos pros filhos. Se for bom ou ruim, isso depende dos próprios pais. Quando temos pais tóxicos em casa, é assim que será criado mais um ser humano na sociedade: um ser humano igualmente tóxico.

Fique alerta!

Texto originalmente publicado em amenteemaravilhosa e adaptado pela equipe do blog Educadores.