Início Comportamento 25 charadas fáceis para crianças

25 charadas fáceis para crianças

2207
0

Temos um milhão de motivos para transformar os dias em brincadeiras e trazer para nossas crianças momentos juntos. Hoje vamos falar sobre charadas, uma ferramenta de aprendizado super motivadora capaz de estimular a linguagem oral, além disso é muito divertida.

As charadas são uma ótima ferramenta para exercitar a memoria, de maneira especial as que são mais fáceis para as crianças menores que ainda tropeçam em algumas palavrinhas.

Mais do que uma divertida ideias os jogos com charadas ativam os circuitos cerebrais, mais precisamente na área pré-frontal do córtex e do hipocampo, que são as duas partes do cérebro que envolvem o desenvolvimento do pensamento e da linguagem, bem como a decodificação de apreciações e da fixação da memória.

Enigmas simplificados e muito alegres  para desenvolver as crianças em casa.. brincar e aprender é uma maravilha. Confira nossas charadas:

Tenho agulhas mas não sei costurar, tenho números mas não consigo ler, dou-te as horas, sabes quem eu sou?

Resposta: o relógio.

Branco por dentro, verde por fora. Se você não sabe, espere. O que é?

Resposta: a pêra.

Antes do ovozinho, depois do casulozinho e depois voarei como um pássaro. Sabe quem eu sou?

Resposta: A borboleta.

Sou bonita de frente e meio feia de costas, sou o reflexo e  imito muito bem os outros. Sabe quem eu sou?

Revide: O espelho.

Tem de ouro e parece que a prata não é. Abra as cortinas amarelas e você verá o que é.

Revide: a banana.

Saia a campo à noite se quiser me conhecer, sou um bicho de olhos grandes, rosto sério e grande conhecimento. Quem sou?

Revide: a coruja.

Cabeça de ferro, corpo de madeira, se eu pisar no seu dedo, grito que você bate! O que é?

Revide: O martelo.

Eu canto na praia, vivo na água, não sou peixe e não sou cigarra.

Revide: O sapo.

As cartas chegam e não consigo ler e, mesmo com engula, não mancho o papel. O que é?

Revide: A caixa de correio.

Em suas mãos limpas, em suas janelas sujas. Se estiverem sujos, eles me deixam limpo, e se eu limpar, eles me sujam. O que é?

Resposta: O lenço.

Que coisa é? Que coisa é? Quem corre muito e não tem pés.

Resposta: o vento.

Eu te digo, eu te digo, eu te repito, eu te falo vinte vezes e você não sabe como dizer. O que é?

Resposta: o pano.

Se eu for jovem, continuarei jovem. Se estou velho, continuo velho. Eu tenho uma boca e não falo com você. Eu tenho olhos e não te vejo. Quem sou?

Revide: o retrato.

Eu sou um pássaro e sou chato, mas não tenho bico nem asas. Sabe quem eu sou?

Revide: Avelã.

É branco, passa a galinha, é frito com azeite e comido com pão. Que coisa é?

Revide: O ovo.

Todos eles querem que eu descanse. Eu já te disse! Não pense mais.

Revide: a cadeira.

Eu te digo e você não me entende, eu repito e você não me entende.

Revide: o pano.

Todos eles passam por mim, mas eu nunca passo por ninguém. Todo mundo pergunta por mim, mas eu nunca pergunto por ninguém. O que é?

Resposta: a rua.

Alta como um pau, cabeça erguida e só come as folhas que estão por cima. O que é?

Resposta: a girafa.

E é, e é, e você não pode me dizer em um mês. O que é?

Revide: O tópico.

Minha picada é prejudicial, meu corpo insignificante, mas o néctar que eu dou, você o come instantaneamente. O que é?

Revide: a abelha.

É pequeno como uma pêra, mas ilumina toda a casa. O que é?

Revide: A lâmpada.

Nasce no mar, morre no rio. Esse é o meu nome, então que bagunça!

Resposta: Mario.

Ele tem dentes e não come, tem cabeça e não é homem. O que é?

Revide: Alho.

De segunda a sexta sou o último a chegar, no sábado sou o primeiro e no domingo a descansar. Quem sou?

Revide: A letra S.

Este artigo foi publicado originariamente no site- Etapa Infantil, e foi reproduzido adaptado por equipe do blog cantinho