Início Comportamento Você sabe por que crianças nos braços de mães pedintes estão sempre...

Você sabe por que crianças nos braços de mães pedintes estão sempre dormindo?

42410
0

É bastante comum encontrarmos nas ruas das grandes cidades pedintes. O que chama atenção é, geralmente, mães com filhos no colo ou até mesmo crianças que já caminham também pedindo esmola. Mas você já notou que nenéns de colo parecem sempre estar dormindo?

Grande parte dos pedintes nas marquises são mulheres sentadas, estendendo a mão com crianças dormindo no colo. A sensibilidade do ser humano acaba atraindo algumas pessoas em ajudar a pobre mãe,  imaginando que falte alimento para a criança. Mas a recomendação de profissionais que atendem nos centros de caridade é para não doar dinheiro, pois esse pode ser usado para outro fim. No lugar disso, deve se conduzir a mulher com a criança para um local em que possam, juntos, comprar alimento e o necessário para doar a elas.

Mas a curiosidade sobre a criança junto das mães nas ruas não é limitada. Muitas pessoas se questionam do por quê enxergam tanto essas cenas nas capitais.

Veja, então, o relato de um autor desconhecido:

Todos os dias, ao passar perto de uma estação de metrô a caminho do trabalho, vejo uma mulher sentada na calçada, com cabelo solto e sujo, cabeça baixa e uma tristeza estampada no rosto, ao seu lado uma sacola onde as pessoas deixam dinheiro, em seu braços um bebê de aproximadamente dois anos. Ajudar com dinheiro uma pessoa na rua com criança no colo parece sempre a melhor opção, já que o objetivo da doação é comprar algo para a criança. Ao passar todos os dias pela mesma mulher, comecei a notar coisas estranhas, o bebê sempre dormindo e ela com roupas sujas, porém sempre diferente, comecei a procurar por respostas, e tomei coragem de perguntá-la o motivo do bebê estar sempre dormindo. Ela não deu a mínima e fingiu não estar acontecendo nada. Continuei procurando respostas até que encontrei alguns boletins de ocorrência relatando que os pedintes na rua fazem parte de uma gangue, onde o dinheiro arrecadado pela mendiga seria todo controlado por alguém que controla aquela região. Então para o “serviço” ser mais rentável, eles dão heroína ou vodka para as crianças, assim o choque que elas recebem no corpo as fazem dormir, e muitas acabam até morrendo no “trabalho”.  O que não importa muito, pois a maioria dessas crianças são “alugadas” de famílias de alcoólatras ou simplesmente roubadas, por isso a mendiga sempre parecia estar com uma criança diferente no colo. Sobre dopar a criança o motivo principal é que elas ficam o dia todo sentadas nas ruas, e com uma criança chorando ou com fome, tornaria o trabalho três vezes mais complicado, e também chamaria a atenção de polícia e conselho tutelar”.

O relato é surpreendente e assustador. Mas não devemos generalizar: existem mães que, de fato, passam trabalho nas ruas. No entanto, sigamos as dicas dos profissionais da área e não doemos dinheiro para evitar esse tipo de situação.

Cuide das crianças!

Texto originalmente publicado em coruja-prof e adaptado pela equipe do blog educadores.