Início Comportamento Se você enfrentar uma situação desafiadora, pense como uma abelha

Se você enfrentar uma situação desafiadora, pense como uma abelha

572
0

Quer estejamos tentando impedir a mudança climática ou apenas desejando lidar com um projeto difícil no trabalho, é fácil perder a motivação e a paciência. Não importa quantas noites sem dormir devotamos para alcançar nossos objetivos, nossos esforços parecem nada mais que uma gota no oceano. Mas podemos ser capazes de aprender um pouco sobre a paciência de abelhas humildes.

A  vida útil  de uma abelha é muito curta.

Uma abelha trabalhadora comum vive cerca de 4 a 8 semanas. Isso não é nada comparado aos nossos 65-70 anos de vida. Eles têm muito menos tempo para impactar o mundo do que nós. No entanto, ninguém viu uma abelha que desistiu de suas tarefas porque “isso realmente não importa”.

A contribuição de uma abelha é insignificante.

Uma abelha trabalhadora produz apenas 1/12 de uma colher de chá de mel. Mas todos em uma colmeia fazem seu próprio trabalho para que todos possam funcionar e continuar vivendo. As abelhas trabalhadoras trazem néctar e pólen e criam a nova geração. Uma pequena abelha parece sem importância, mas se você removê-la do sistema, tudo irá falhar.

Uma abelha não pensa em fazer nada por si mesma.

Uma abelha operária não lucra com o que está fazendo diretamente. Afinal, nem uma gota de mel pertence a ela. Ela passa toda a vida trabalhando duro apenas para criar a nova geração e permitir que a colmeia continue vivendo. E mesmo esse fato não a convence a desistir.

Uma abelha pode convencer toda a colmeia a segui-la.

Quando todas as células da colmeia estão cheias e a rainha não tem espaço para botar ovos, as abelhas precisam encontrar um novo lugar para morar. Então, eles abandonam seu antigo abrigo e pousam em uma árvore. Algumas das abelhas são enviadas em direções diferentes para encontrar um local próspero onde possam habitar.

Quando um deles encontra algo que se encaixa perfeitamente, ela volta e começa a se mexer, tentando transmitir através da dança que local perfeito ela encontrou. Em algumas horas, a colmeia decide se mudar para o local que encontrou. O impacto se assemelha aos círculos concêntricos que aparecem depois que jogamos uma pedra na água.

Seu 1/12 de uma colher de chá conta.

Se removermos uma abelha, perderemos apenas 1/12 de uma colher de chá de mel. Mas se removermos uma dúzia deles, teremos uma colher de chá a menos do que poderíamos. Se não houvesse abelha que pudesse encontrar um novo lugar para todas elas viverem, a colméia inteira morreria e não teríamos mel.

Então, o que podemos aprender com as abelhas?

  • Tente viver um dia de cada vez.
  • Faça o que você acredita ser certo.
  • Não desista, mesmo quando seus esforços parecerem insuficientes.
  • Inspire outras pessoas a se juntar a você: quanto mais amigos e familiares que pensam como você, mais vocês podem fazer juntos.
  • Não pense no lucro que você obtém – pense no objetivo e no uso que você traz aos outros.
  • Valorize sua contribuição, não importa quão pequena.

Texto originalmente publicado em brightside e adaptado pela equipe do blog Educadores.