Início Curiosidades Por que você não deve beber cerveja em uma caneca congelada

Por que você não deve beber cerveja em uma caneca congelada

172
0

Não importa se é inverno ou verão, a cerveja tornou-se um companheiro regular para refeições, jantares, ou aperitivos. Veja abaixo os países com maior consumo de cerveja:

Países com maior consumo de cerveja

  1. República Checa: 468 cervejas por habitante por ano
  2. Espanha: 417 cervejas por habitante por ano
  3. Alemanha: 411 cervejas por habitante por ano
  4. Polônia: 398 cervejas por habitante por ano
  5. Austria: 389 cervejas por habitante por ano
  6. Panamá: 373 cervejas por habitante por ano
  7. Lituânia: 349 cervejas por habitante por ano
  8. Bósnia Herzegovina: 331 cervejas por habitante por ano
  9. África do Sul: 322 cervejas por habitante por ano
  10. Bélgica: 299 cervejas por habitante por ano

É habitual, sobretudo no verão, que quando se pede uma cerveja esta seja servida gelada, já que passou boa parte do dia no congelador . Este método é supostamente usado para fazer a cerveja ficar mais gelada por mais tempo.

No entanto, essa prática pode não ser a melhor para saboreá-la, como muitos especialistas acreditam.

A que temperatura se deve beber uma cerveja?

O fato é que quando você coloca um copo no freezer, ele absorve boa parte dos cheiros ali armazenados, o que fará com que a cerveja seja acompanhada pelos cheiros de alguns alimentos, e, com isso, seu sabor original será alterado .

Além disso, se o recipiente não estiver completamente seco, fará com que pequenas placas de gelo se formem que se desfarão como cubos de gelo, aguando a bebida e tirando muito do seu sabor.

Tendo em conta estes factos, deve saber-se que cada tipo de cerveja necessita de uma temperatura própria para explorar todo o seu sabor, aromas e texturas. Os mestres cervejeiros recomendam que seja servido entre 3 e 13 graus.

Texto originalmente publicado em abc.es e adaptado pela equipe do blog Educadores.