Início Destaque A primeira coisa observada na imagem revelará seu maior problema

A primeira coisa observada na imagem revelará seu maior problema

161
0

Às vezes, pode ser difícil descobrir qual é o seu principal problema, especialmente quando você está rodeado por situações e pensamentos. Este teste pode ajudá-lo.

Muitas vezes é difícil descobrirmos quais são as coisas que realmente estão nos prejudicando, porque há muitos estímulos ao redor. Portanto, culpamos o trabalho, nosso parceiro ou a casa; sem entender que, no fundo, o que nos faz mal é outra coisa.

É hora de você descobrir qual é o principal problema que você está enfrentando e para isso este teste psicológico pode ajudá-lo.

Sua resposta tem muito a dizer sobre sua personalidade e seus problemas.

Olhe para a imagem e responda, o quê você viu primeiro? Role para baixo para encontrar a resposta

Uma figura triste

Se o primeiro que você viu foi uma figura triste, seu maior problema é que você está exausto. Você é uma pessoa cheia de energia, que sempre se preocupa em ter tudo em ordem. Poderíamos dizer que você é o chefe da matilha: você cuida dos seus, sabe que todos estão bem e luta com unhas e dentes quando um inimigo está por perto. O problema é que você acaba se entregando 110% e em um momento sente que não pode mais fazer tudo. Você quer gritar: Pare o mundo, eu quero sair!

Na verdade, você culpa o que acontece, mas é você que não tira um minuto para se cuidar. E sabe? Se o líder da matilha não está bem, ninguém está bem.

Portanto, a resposta de que você precisa é esta: a melhor maneira de cuidar dos outros é cuidar de si mesmo primeiro. Reserve um tempo para se conectar com o que é bom para você, não se culpe por dizer não, cuide da sua saúde. Você verá como tudo flui ao seu redor.

Um violão/banjo

Se a primeira coisa que você viu foi um banjo, é porque o seu maior problema é que enfrentar as coisas custa muito caro. Tudo ao seu redor toma a direção que deseja porque, mesmo que custe para você aceitar, o mundo é assim. Você só pode controlar suas próprias ações, nunca as dos outros.

É por isso que às vezes você tem aquele desejo irreprimível de esconder a cabeça sob o solo e não ver mais o que está acontecendo ao seu redor: fique naquele lugar onde se sinta confortável. Mas veja, a verdade é que as coisas não param porque você fica aí sem se mexer.

Portanto, aqui está a resposta de que você precisa: é hora de enfrentar seus medos. Não, não é fácil. Não, você não sabe o que vai acontecer. Não, você não pode ter certeza de que vai ficar tudo bem. Mas a verdade é que há uma coisa da qual você pode ter certeza: as coisas seguirão seu curso, quer você decida se envolver ou não.

O bom é que, se você agir sobre o assunto, poderá descobrir a verdadeira beleza que está por trás de tudo e se fortalecer.

Um véu branco/portal

Se você viu o portal primeiro é porque você é uma pessoa que vive em um ritmo vertiginoso. Você é o tipo de pessoa que não consegue ficar um minuto sem nada para fazer. É por isso que você vai de um lado para o outro, sempre aceitando novos desafios e querendo se aprimorar a cada dia.

E isso é muito bom, porque graças ao seu caráter você chegou onde está hoje. Mas você também sente que às vezes vê algumas das coisas mais maravilhosas acontecendo com o canto do olho.

Quantas das coisas que você está fazendo hoje são realmente significativas para você? Quantos te dão felicidade plena?

Se você responder a essas perguntas honestamente, a resposta que você está procurando virá como que por mágica. É hora de você começar a dedicar mais tempo ao que realmente importa para você e menos tempo às obrigações e deveres.

Bem, mesmo que você não acredite em mim, a vida é uma só e a graça não está em quantas coisas você faz, mas em quantas te fazem feliz.

Homem árabe

Se você descobriu um homem árabe primeiro, é porque você é uma alma livre, uma pessoa que precisa de espaço para voar. Mas a verdade é que muitas vezes você não consegue encontrar. A vida continua e o “mundo real” o desgasta. Além disso, por causa de sua natureza sensível, tudo o que acontece ao seu redor dói.

Neste momento, o que você sente é desesperança: você acredita que não há nada que valha a pena, que as pessoas não mudam, que o mundo é uma merda e que não há salvação possível. É por isso que você sente pouca vontade de continuar dando tudo de si.

Se você precisa de uma resposta, deve procurá-la dentro de você. Mas não é apenas um ditado: você realmente precisa se conectar com aquilo que o ajudará a decolar novamente. A esperança que você busca está no que te faz vibrar, no que te faz sorrir.

Cada vez que algo ou alguém faz você sentir frio na barriga, há um motivo pelo qual vale a pena continuar.