Início Bem estar Estudo sobre saúde mental mostra palavras mais usadas por pessoas com depressão

Estudo sobre saúde mental mostra palavras mais usadas por pessoas com depressão

421
0

A depressão é uma doença muito silenciosa e que, quando diagnosticada tardiamente, pode ocasionar riscos a quem sofre. Para facilitar a prever se alguém está sofrendo da doença, pesquisadores descobriram…

Um novo estudo divulgado na publicação científica Clinical Psychological Science pode colaborar para melhorar a maneira com que a sociedade lida com pessoas depressivas. Os resultados apontam uma forma diferente de identificar se alguém está sofrendo de depressão: simplesmente prestando atenção nas palavras que ela mais usa.

Os pesquisadores chegaram aos resultados por meio de análises de fóruns online de saúde mental e até mesmo relatos em diários.

O estudo descobriu que as pessoas que sofrem desse mal tendem a ter padrões de linguagem semelhantes, com uma quantidade excessiva de palavras que transmitem emoções negativas, especificamente adjetivos e advérbios, como ‘solitário‘, ‘triste‘ ou ‘miserável‘.

Uso repetido de determinadas palavras pode ser indício de distúrbio mental. Eles perceberam também o uso constante de pronomes singulares que transmitiam a sensação de solidão e a falta de conexão com o outro, como “eu”, ao invés de “eles”, “ele” ou “ela”.

Outro alerta vermelho é quando a pessoa usa muito palavras como ‘sempre‘, ‘nunca‘ ou ‘completamente‘. Segundo a pesquisa, elas estavam mais presentes nos fóruns analisados do que palavras de emoção negativa. Além disso, essas pessoas também usam bastante pronomes como ‘eu‘ e ‘meu‘. Já pronomes como ‘eles‘ e ‘nós‘ são menos utilizados. Isso sugere, de acordo com a pesquisa, que essas pessoas se sentem isoladas dos outros e focam a atenção somente nelas mesmas.

Sintomas da depressão

A depressão é muito mais do que tristeza, que tende a ser passageira, geralmente, despertada por algum evento, como morte ou fim de relacionamento. A depressão é uma doença psiquiátrica de caráter crônico e com crises recorrentes.

O tratamento para a depressão é feito por meio de psicoterapia, medicamentos antidepressivos ou uma combinação de ambos, dependendo da gravidade. Em todo o caso, é fundamental ter acompanhamento especializado.