Início Bem estar Emagreça enquanto dorme tomando uma taça de vinho

Emagreça enquanto dorme tomando uma taça de vinho

4066
0

O estudo de pesquisa da Washington State University relatou que o resveratrol, contido na casca e na semente da uva roxa, tem capacidade de converter o abuso de gordura branca em gordura marrom- essa gordura marrom é mais facilmente eliminada pelo organismo.

O resveratrol é um polifenol que atua igual a um antioxidante, podendo ser encontrado na maioria das frutas, especialmente nas escuras ou de cascas escuras, como amora, morango e até maçã.

A pesquisa foi divulgada no International Journal of Obesity e no processo dos estudos foram observados ratos alimentados com uma dieta super gordurosa, a outra parte dos ratos receberam uma quantidade resveratrol, mas outra não. Os camundongos que receberam a substância engordaram 40% menos que os ratos que não tomaram o resveratrol.

O resveratrol não auxilia na perda de peso, porém está relacionado a outros benefícios para a saúde, como por exemplo, a redução do colesterol LDL e no aumento dos níveis de lipoproteínas de alta densidade, o colesterol HDL, se tornando um importante componente na redução do risco de doenças cardiovasculares, como o infarto.

Em relação a memória, uma pesquisa divulgada na publicação da Academia Americana de Neurologia apontou que homens, de meia-idade, que bebem mais que 36 gramas de álcool por dia, têm mais chances de apresentar perda de memória a longo prazo. Para chegar a esses resultados, neurologistas americanos estudaram os hábitos de mais de 7 mil apreciadores de vinho, cerveja e outras bebidas durante dez anos.

Para quem sofre de depressão, o vinho pode ser um ótimo auxílio, de modo que tomar de duas a sete taças por semana tem menos chance de desenvolver depressão. Miguel González, da universidade de Navarra, é o autor da descoberta. O pesquisador identificou a relação após acompanhar através de entrevistas e exames com um grupo de 5.500 pessoas entre 55 e 80 anos durante sete anos.

No combate ao câncer: O resveratrol, presente no vinho tinto tem a capacidade de matar até 65% das células com determinados tipos de câncer quando combinado a tratamento com radiação. O descobrimento foi realizado por médicos da universidade do Missouri. Entretanto, quando utilizada sozinha, a substância proporcionou eficiência de 44%.

Vale salientar que as avaliações não foram feitas com vinho, mas diretamente com o resveratrol.