Início Bem estar Como controlar a raiva para ter filhos emocionalmente saudáveis

Como controlar a raiva para ter filhos emocionalmente saudáveis

115
0

Todos os pais ficam zangados de vez em quando, é algo normal. Disciplinar crianças não é uma tarefa fácil e às vezes sentimos que nossas emoções transbordam, não é mesmo? Também não ajuda o fato de haver pressões infinitas na vida: horários para cumprir, coisas para esquecer, preocupações diárias – de saúde ou financeiras – e a lista pode continuar indefinidamente. Por isso é necessário ter algumas estratégias de controle de emoções – principalmente emoções negativas, como a raiva –  para que as crianças cresçam emocionalmente saudáveis.

Em meio ao estresse, você pode acabar gritando com seu filho, falando coisas que não gostaria e que não são bonitas. Isso acontece, afinal você é humano, mas não tem justificativa para fazer isso continuamente, certo? Sabemos muito bem que podemos lidar com qualquer desafio, desde que estejamos calmos. Mas, na tempestade de nossa raiva, nos sentimos totalmente no direito de mostrar raiva a nossos filhos.

Mas não importa o quão ruim o comportamento de nossos filhos nos pareça, devemos controlar nossos pensamentos a fim de evitar as emoções descontroladas. Um grito cheio de raiva e violência física ou verbal pode ser executado em apenas dois minutos, mas pode nunca mais ser esquecido, de forma a resultar em traumas emocionais na criança. Por tudo isso, é necessário pensar com clareza e agir sem ter que ter acessos de raiva.

Controle sua própria raiva

Em momentos de estresse, é comum que seus hormônios e neurotransmissores inundam seu corpo e você terá músculos tensos, respiração rápida … e será difícil manter a calma. Quando tiver um acesso de raiva, você deve saber que nunca deve agir enquanto estiver com raiva, mesmo que tenha uma necessidade urgente de fazer isso para “ensinar uma lição a seu filho”. É a raiva que o faz pensar dessa maneira e não é uma lição que você vai transmitir a ele.

Nunca grite com seus filhos. Por maior que seja a sua raiva, se precisar gritar faça isso sozinho, em outro ambiente em que ele não esteja, para qu ele não sinta essa raiva direcionada à ele.  Se começar a controlar sua raiva, além de fazer um favor à sua saúde mental, você será um bom modelo para seus filhos.

Estratégias de controle da raiva

  • Saia desse lugar. Se o seu filho tem idade para deixá-lo por um momento na sala, é melhor que você saia do local para se acalmar, respire fundo e redescubra a compostura. 
  •  Estabeleça limites antes de ficar completamente irritado. O problema está dentro de você, não em seu filho.
  • Acalme-se antes de agir. Encontre uma maneira que o ajude a liberar a tensão interna, como rir, respirar fundo, sair para uma caminhada…
  • Ouça sua raiva, em vez de agir. Quando você sente raiva, suas emoções estão lhe dando uma grande lição sobre você mesmo. O que há de errado em sua vida que o deixa com raiva? O que você precisa fazer para mudar a situação e voltar a ficar bem?

Olhe para dentro de você e considere que talvez você seja parte do problema e não tanto o comportamento de seu filho. Encontre estratégias para controlar sua raiva que funcionem bem com você e aposte na disciplina positiva.

Texto originalmente publicado em eresmama e adaptado pela equipe do blog Educadores.