Início Bem estar Cientistas esclarecem porque a poluição do ar causa transtorno bipolar e depressão

Cientistas esclarecem porque a poluição do ar causa transtorno bipolar e depressão

2008
0

Desde de que o mundo é mundo, sabemos que estar em contato com natureza é um remédio para muitos males. Entretanto, quando sabemos que o ar externo está altamente poluído, isso nos leva à uma reflexão: como esse problema mundial pode estar desestabilizando o humor e o emocional das pessoas.

Pesquisadores revelam como o ar pode originar transtorno bipolar e depressão.

A NATUREZA E COMO ENFRENTAR DOS SINTOMAS DE DEPRESSÃO E TRANSTORNO BIPOLAR

Mesmo existindo um grande número de tratamentos para os devidos sintomas de depressão e transtorno bipolar, infelizmente, esses medicamentos não são soluções para a cura, considerando a complexidade de como as doenças mentais afetam as pessoas, levando-as a se submeter à efeitos nada desejáveis.

Os médicos indicam alguns sintomas de depressão e transtorno bipolar

  • mudanças de humor
  • tristeza intensa
  • falta de motivação
  • fadiga
  • hiperatividade / episódios maníacos
  • padrões de sono erráticos
  • mudanças no apetite ou hábitos alimentares
  • diminuição da função cognitiva relacionada à memória, concentração e foco.

Outros sintomas sutis incluem o seguinte:

  • efeitos na autoestima
  • diminuição da autoimagem
  • Falta de autoconfiança
  • incapacidade de lidar com o estresse
  • “Cérebro enevoado”
  • níveis inconsistentes de energia
  • Os sintomas citados à cima exigem uma abordagem mais especifica, sendo o principal procedimento para esses sintomas, a terapia com um profissional.

Depois da terapia, especialistas e terapeutas, dizem que conviver com a natureza comprova ter bons benefícios para a saúde do paciente. Um simples passeio por lugares bem arborizados próximo à sua casa, sentar-se ao ar livre, se expondo ao sol, a brisa e até mesmo participar de esportes ao ar livre, como por exemplo, basquete, futebol ou natação.

Uma pesquisa feita pelos cientistas de Stanford, foi publicado em Proceedings, da Academia Nacional de Ciências, evidenciou que uma caminhada de 90 minutos em um lugar de vegetação diminuiu a atividade neural em uma área do cérebro, a qual atinge muitos pacientes.

A ruminação (conversa interna negativa) é o que muitas pessoas com depressão ou transtorno bipolar tendem a fazer. Nesse sentido, a pesquisa mostrou que pessoas que caminharam por 90 minutos em ambientes urbano, não apresentaram tais mudanças de pensamento, nem expuseram alterações na área do cérebro mais prejudicada por doenças mentais.

Ainda que diversos estudos comprovem que a atividade física ao ar livre apresenta os melhores resultados para a avanço geral da saúde mental e física, de modo que olhar para uma imagem da natureza também apresenta efeitos positivos no cérebro e no humor.

Em um dos estudos de cientistas da Universidade A&M do Texas e do Departamento de Psicologia da Universidade de Delaware revelou em um artigo publicado na Science Direct. No qual relatou que eles acompanhavam o filme, apresentando de 1 a 6 diferentes cenas da natureza ou da cidade utilizando um vídeo colorido com som. Em seguida, observaram os participantes em busca de vários sintomas psicossomáticos ligados ao estresse. Tais sintomas eram pressão alta, aumento da frequência cardíaca e rigidez muscular.

É fato que o ar poluído é prejudicial à saúde, mas você tem noção o quanto?

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), existem:

2 milhões de mortes relacionadas à poluição do ar externo
8 milhões de mortes causadas por cozimento interno em fogões sujos ou pelos combustíveis usados.
91% do mundo possui níveis de poluição do ar superiores à quantidade recomendada
As poluições atmosféricas contribuem para:
29% das mortes por câncer de pulmão
24% das mortes por acidente vascular cerebral
25% das mortes por doenças cardíacas
43% das mortes por doença pulmonar

Hoje, a ciência lançou diversos estudos para analisar seus efeitos no cérebro, no sistema neurológico e na saúde mental.

A caminhada pelo parque ou senta-se debaixo de uma arvore é o melhor remédio para a saúde mental do que ficar dentro de casa. Com essas pesquisas, verificamos que as plantas e arvores são o método mais comprovado para auxiliar na limpeza do ar, e como também ajudar a saúde emocional mental do homem.

Texto compilado da matéria de powerof positivity