Início Educação Aumenta o número de professores com problemas mentais.

Aumenta o número de professores com problemas mentais.

17518
0

A sociedade pensa que o professor tem que ser de ferro. Até quando? Aumenta o número de professores com problemas mentais.

Entre as causas estão a forma como os alunos tratam os professores e as péssimas condições de trabalho.

A Globonews divulgou uma pesquisa que revela que o número de professores que trabalham em escolas estaduais e, que, têm sido afastados dos trabalhos por problemas de comportamento e mentais, dobrou no período de 2015 e 2016. As pesquisas mostram que em 2015 o número de professores que tiveram algum problema era de 25.849, já em 2016 foi de 50.046. Até o mês de setembro de 2017 o número de afastamentos eram 27.082.

Outro levantamento feito pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), feito com cerca de 100 mil diretores e professores do ensino fundamental mostra que no Brasil é onde existem mais casos de violência com o professor. O levantamento que envolveu 34 países mostrou que 12,5 % dos professores no Brasil sofrem com agressões de vários tipos por parte dos alunos, e contabilizou ao menos uma por semana.

Já outra pesquisa nos mostrou que o nervosismo, o estresse a depressão e a ansiedade são as principais razões para os professores pedirem o afastamento. A Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE) assegura que outro indicativo do estresse dos professores são o alto índice de alunos por sala de aula, terríveis condições para o trabalho e péssima remuneração.