Início Bem estar A limpeza da casa – ou a falta dela – tem impacto...

A limpeza da casa – ou a falta dela – tem impacto direto na sua saúde mental, dizem estudos

605
0
Full-length woman in casual clothes dance do house cleaning holds blue rag spray bottle detergent feels happy, qualified housekeeping specialist agency hiring, quick fast and easy home chores concept

A limpeza da casa é uma tarefa diária que muitas vezes subestimamos em termos de seu impacto em nossa saúde mental. Estudos recentes têm destacado a relação entre a limpeza do ambiente doméstico e o bem-estar psicológico.

Um ambiente limpo e organizado pode ter efeitos positivos em nossa saúde mental, e isso não sou eu que estou dizendo, são pesquisas! Quando mantemos nossa casa limpa, nos sentimos mais relaxados, produtivos e com uma sensação de bem-estar geral. A organização e a limpeza física refletem-se em uma sensação de ordem e controle, o que pode reduzir a ansiedade e o estresse.

Além disso, um ambiente limpo e arrumado contribui para uma mente mais clara e focada. Isso faz com que aumentemos a nossa produtividade. Quem não quer ter um melhor desempenho no trabalho, com a família, em tarefas domésticas e etc.?

Por outro lado, a falta de limpeza e desorganização pode ter um impacto negativo na nossa saúde mental. Uma análise detalhada foi publicada no Jornal de Personalidade e Psicologia Social da Universidade da Califórnia. A análise foi feita com casais com filhos mostra que as mulheres que afirmam ter uma casa suja e bagunçada têm níveis aumentados de cortisol, o hormônio do estresse. Nos que não percebiam a desordem, grupo que inclui a maioria dos homens, os níveis do hormônio caíam ao longo do dia.

Outra pesquisa, da Universidade de New South Wales, na Austrália, que saiu na publicação científica Ambiente e Comportamento indica que cozinhas desorganizadas e com coisas para limpar, podem conduzir as pessoas a se descontrolarem com a comida – passaram a comer mais.

Por exemplo, um estudo publicado no “Boletim de Psicologia Social e Personalidade” descobriu que as mulheres que descreviam seus espaços residenciais como desordenados ou cheios de projetos inacabados tinham mais probabilidade de ficarem fatigadas e deprimidas do que as mulheres que descreviam suas casas como repousantes e restauradoras.  Os pesquisadores também descobriram que as mulheres com casas bagunçadas ou desordenadas tinham níveis mais elevados de cortisol.

Enquanto isso, um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Princeton descobriu que a desordem pode dificultar o foco em uma tarefa específica. Mais especificamente, eles descobriram que o córtex visual de uma pessoa pode ser sobrecarregado por objetos não relacionados a uma tarefa específica, tornando mais dificil focar e completar proietos com eficiência.

De certa forma, a desordem e a bagunça estão ligadas a emoções negativas, como confusão, tensão e irritabilidade, enquanto uma casa organizada tende a produzir emoções mais positivas, como calma e uma sensação de bem-estar.

A limpeza da casa desempenha um papel importante em nossa saúde mental. Manter um ambiente limpo, organizado e livre de desordem pode trazer benefícios para o nosso bem-estar psicológico, incluindo redução do estresse, aumento da produtividade e clareza mental. Portanto, é importante dedicar tempo regularmente para cuidar da limpeza e organização do nosso lar, reconhecendo assim a influência positiva que isso pode ter em nossa saúde mental.

Texto originalmente publicado em portalraizes e adaptado pela equipe do blog Educadores.