Início Bem estar Novo exame de sangue detecta 8 tipos de câncer

Novo exame de sangue detecta 8 tipos de câncer

2662
0

O câncer é um mal que vem assustando os médicos e pessoas, para detectá-lo as vezes é tardio e a doença se alastra rapidamente, além disso tem os processos dolorosos e desagradáveis, como por exemplo, mamografias, colonoscopias, biopsias. Os especialistas lutam contra o tempo para descobrir novas alternativas, como os exames de sangue mais comuns, para detectar o câncer mais cedo e para aumentar as possibilidades de cura.

Os pesquisadores cientistas do Cambridge Cancer Research Center inventaram um tipo de exame (ou “biópsia líquida”) que provavelmente pode detectar oito tipos de câncer, compreendendo mama, ovário, pele e cérebro. Na realidade outros estudos foram elaborados, métodos idênticos que já foram desenvolvidos, e a nova criação apresenta forma relativamente rápida e não contém a longa sequência genética do sangue do paciente.

Veja como funciona:

O novo exame rastreia o DNA cancerígeno que percorre nos vasos sanguíneos, considerando em seu tamanho. A busca por DNA tumoral é sempre muito difícil, pois é “ofuscada” pelo DNA muito mais robusto do corpo. Para detectar com eficiência, os pesquisadores distinguem as principais diferenças entre os tamanhos dos fragmentos de DNA do tumor e dos tecidos saudáveis. Eles então usam as diferenças em questão para detectar o DNA cancerígeno.

Os cientistas conseguem um experimento para detectar a eficácia dos testes. O teste apontou que o câncer de cólon, biliar, mama e pele foram detectados em 94% dos casos (de um total de 68 pacientes). Taxas de sucesso rapidamente mais baixas foram obtidas em pacientes com câncer de pâncreas, rim e cérebro – 65% dos casos (em 57 pacientes). Entretanto, os novos testes não foram perfeitos – comprovou um falso positivo em 2,5% dos casos. Ou seja, às vezes detectou a existência de câncer em pessoas saudáveis.

De acordo com o autor principal Florent Müller ao IFLScience: – “Infelizmente, atualmente estamos apenas demonstrando seu potencial em pacientes com câncer em estágio avançado. Ainda não coletamos amostras de pacientes cuja doença está em sua infância “. Segundo Mueller a “biópsia líquida” é definitivamente promissora. O exame de sangue pode ser realizado com facilidade em laboratórios comerciais, o que constitui que em breve poderá ser vastamente usado.

  • “Criamos muito mais que um teste. Este é um novo método ou abordagem que pode ser aplicado a outros métodos semelhantes ou metodologias futuras “, afirma Mueller.

Recentemente , esses mesmos especialistas divulgaram outro trabalho de pesquisa descrevendo exatamente como funcionou as biópsias da medula espinhal para descobrir tumores cerebral. Pois quando for realizada em ambiente clínico, esse método pode reduzir o sofrimento da biopsia de tecido, tendo em vista que esse método é extremamente arriscado para um tumor no cérebro.