Início Comportamento Voluntários criam válvula impressa em 3D para salvar vidas na Itália

Voluntários criam válvula impressa em 3D para salvar vidas na Itália

174
0

Mais de 30 mil pessoas foram infectadas pelo COVID-19 na Itália. A população está em pânico, com o sistema de saúde em colapso. Nesse momento de fragilidade, muitos tentam ajudar da forma que conseguem, e não foi diferente com esses rapazes.

Como já se sabe, as válvulas para as máquinas respiratórias são essenciais, pois estes equipamentos é o que salva os pacientes do óbito, visto que o principal fator que causa mortes por coronavírus é a insuficiência respiratória. Cientes disso, comerciantes e pequenos empresários da área de tecnologia se uniram para ajudar um hospital do norte da Itália que estava com o estoque de válvulas esgotado. Como fizeram isso? A partir da impressão 3D.

Como a fabricação e transporte de válvulas levaria muito tempo, a alternativa de imprimir o material pela impressora 3D pareceu muito convincente. Massimo Temporelli, fundador do laboratório de fabricação digital FabLab, foi um dos responsáveis pela produção em massa das válvulas para as máquinas respiratórias.

Com a ajuda de Cristian Fracassi, fundador e CEO da empresa de engenharia Isinnova, e Michele Faini, especialista em fabricação de impressão 3D e designer de pesquisa e desenvolvimento da Lonati SpA, o trio  começou a produzir novas unidades em questão de horas.

“Estávamos prontos para imprimir as válvulas nas primeiras horas e no dia seguinte [começamos a produzir] 100 válvulas”, relatou Michele.

O IMPACTO NOS PACIENTES

Você consegue imaginar quantas pessoas se beneficiaram dessa ação? Christian levou a impressora 3D para o hospital e imprimiu várias unidades lá mesmo. Centenas de pacientes foram atendidos com mais rapidez.

Texto originalmente escrito em razoesparaacreditar e adaptado pela equipe do blog educadores.